sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Estresse na família aumenta o risco de obesidade infantil - Publicado por Jairo Len


Existem vários fatores que propiciam a obesidade infantil - genética, má alimentação, sedentarismo.

Um estudo publicado recentemente no The Journal of Pediatrics associa o stress familiar ao risco de as crianças se tornarem obesas. Comparando o nível de estresse na família de 7443 crianças de cinco e seis anos desde seu nascimento, pesquisadores suecos descobriram que crianças de famílias com altos níveis de stress tinham o dobro do risco de obesidade. No período do estudo, os pais tiveram de relatar os eventos estressantes na vida familiar, como acidente ou doença, morte, separação e divórcio, desemprego ou violência. E as famílias que apresentavam problemas em diversas áreas, tinham as crianças com maior propensão a se tornarem obesas.

É claro que o fator stress tem que estar associado a uma alimentação exagerada e desbalanceada - o principal vilão da obesidade infantil.

Um comentário:

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.