quinta-feira, 12 de março de 2009

Calor X Dor de cabeça - uma relação comprovada - Publicado por Jairo Len

Nas últimas semanas uma das queixas mais frequentes na Clínica é que as crianças tem reclamado de dor de cabeça. Existe relação entre clima quente e cefaléia?
Cientistas examinaram sete anos de registros de mais de 7 mil pessoas com diagnóstico inicial de cefaleia, num pronto-socorro de um hospital em Boston (mais uma vez, em Boston...). Eles então conferiram dados de temperatura, umidade, pressão barométrica e poluição do ar durante os três dias anteriores a cada visita. O estudo aparece na edição de 10 de março da publicação da revista "Neurology".
Para cada aumento de 5 graus Celsius, conforme descobriram, o risco para cefaleia que exige tratamento na emergência aumentou 7,5%.
O motivo da relação entre cefaleia e temperaturas mais altas ainda não está claro, de acordo com o autor principal, Dr. Kenneth J. Mukamal, professor-associado de medicina em Harvard. "Existem alguns efeitos fisiológicos do clima quente – a pressão sanguínea tende a diminuir, por exemplo –, mas como isso causaria dores de cabeça, ainda é incerto."
O estudo não focou a faixa pediátrica, mas acredito que essa relação também exista nas crianças.

É claro que as dores de cabeça agudas, fortes ou acompanhadas de sintomas (febre, vômitos, etc.) são sempre urgências médicas e sua avaliação tem que ser criteriosa e rigorosa, jamais atribuindo ao calor, stress ou cansaço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.