segunda-feira, 9 de março de 2009

Discussão Inútil - Publicado por Jairo Len

A excomunhão da mãe da garota de 9 anos que abortou.
Nem vou falar aqui sobre o que acho disso - todos tem, me parece, a sua própria opinião. Com os católicos que conversei, não ouvi elogios à medida. Também não vou elogiar o presidente Lula, que defendeu este aborto - porque ele simplesmente foi de encontro à Constituição, que permite a interrupção da gravidez nestes casos, assim como quando há risco de vida à mãe.
Pobre Brasil...
O que será feito para ajudar a menina e sua família? NADA.
Apoio psicológico? Apoio financeiro (quem sabe 2 criancinhas seriam uma boa ajuda - auxilio-maternidade, bolsa-família, bolsa-escola, bolsa-esmola)? Apoio da Igreja? Muito pelo contrário.
Exposição da mídia, humilhação em todas as direções, trauma para a vida inteira.
E ao padrasto? Cadeia e provavelmente em 6 anos estará nas ruas, estuprando filhas de outras mulheres suas. Não foi excomungado, porque para a Igreja o estupro não excomunga imediatamente.
Provavelmente a menina vai engravidar novamente, daqui a pouco, enquanto cuida da casa e dos irmãos, porque a mãe trabalha - e ela não estuda... A escola fica longe, não há transporte.
Mas talvez a família abortará mais tranquila, porque excommunicatus est.

Um comentário:

  1. Eu só lamento e muito pela pobre menina, uma criança inocente, uma criatura indefesa que carregará essa "cruz" para o resto da vida...
    Quanto ao "padrasto" (monstro/doente), prefiro nem comentar...
    Apenas expressar a minha revolta e tristeza como MÃE.

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.