quinta-feira, 21 de maio de 2009

Corantes X Hiperatividade - Publicado por Jairo Len

Por sugestão de uma assídua leitora do blog, fui atrás de informações sobre os CORANTES alimentares e sua possível relação com hiperatividade e déficit de atenção (TDA/H).
Que os corantes são potencialmente alergênicos, não há a mínima dúvida, pricipalmente os amarelos e os vermelhos, artificiais. Que "quase tudo" industrializado tem corantes, idem. Porque determinadas coisas contém corantes artificiais, eu NUNCA obtive resposta (como por exemplo comprimidos de remédios, xaropes antialérgicos, antibióticos, macarrão, maionese, etc...).
De qualquer forma, o assunto aqui é a relação dos corantes e a hiperatividade e déficit de atenção.
Inúmeros estudos científicos nos últimos cinco anos comprovaram que existe relação causal entre a ingestão de alguns corantes e a hiperatividade, publicados em revistas de alta credibilidade, como a The Lancet.
Importante ressaltar que os estudos comprovam que há PIORA do grau de hiperatividade quando há consumo de corantes, nas crianças com o diagnóstico de Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade - TDA/H), e não que os corantes CAUSAM hiperatividade em crianças que não são tidas como hiperativas.
Ou seja: faz parte do tratamento da TDA/H a retirada de determinados corantes da alimentação, mas as crianças sem TDA/H não precisam ser afastadas dos corantes.
OBS: Crianças sadias não precisam ser privadas dos corantes, mas há uma política rígida no mundo civilizado proibindo cada vez mais o uso de determinados corantes na alimentação infantil... Não faz mal nenhum tentarmos reduzir o consumo de corantes artificiais.

Um comentário:

  1. Qdo meu filho era pequeno (4 anos) ele tinha dificuldade de concentração e era inquieto. Hoje ele tem 13 anos e apesar de ir bem na escola ainda escuto das professoras que se ele se concentrasse mais iria melhor. Na época (qdo tinha 4 anos) o pediatra disse q não ia pedir nenhum exame porque eu disse a ele que meu filho assistia televisão e se deixasse ele ficava o dia inteiro assistindo, e que então ele não era hiperativo, que uma criança hiperativa não para nem para fazer o que gosta (no caso assistir televisão). Meu outro filho de 6 anos está indo pelo mesmo caminho. Pergunto: Será que eles realmente não têm hiperatividade e TDA/H?

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.