quinta-feira, 25 de junho de 2009

Gripe Suína - Como Estamos - Publicado por Jairo Len

A vantagem de um blog é a rapidez na atualização - e para a Gripe Suína (acho o nome "Suína" melhor que A-H1N1) a rapidez em atualização é fundamental. As notícias mudam a cada dia.
O Brasil já tem mais de 400 casos confirmados, a Argentima mais de 1.200 e os Estados Unidos mais de 22.000 casos.
Mães e pais me perguntam "como andam as coisas" em relação à Gripe Suína, diariamente.
Minhas considerações do dia:

- Os critérios de suspeita para Gripe Suína (Ministério da Saúde) são extremamente genéricos: febre acima de 37,5ºC e tosse, na ausência de outros sinais que caracterizem outra doença (como por exemplo amidalas com pús, aftas na boca...).

- 95% das doenças comuns em pediatria tem estes sintomas (como o caso das faringites, gripes sazonais, resfriados comuns).

- Como suspeitar então de uma caso? A meu ver, a necessidade de investigação mais específica direcionada à Gripe Suína depende muito do estado geral do infectado. Se o paciente está em bom estado geral, sem necessidade de cuidados mais intensivos, sem necessidade de medicação (antiviral/antibiótico), a conduta é aguardar, com medicação sintomática.
Se o "caso" tem mais forma de uma Gripe Suína (contato prévio, febre acima dos 39ºC, dores no corpo todo, tosse forte) é necessária a investigação.
O exame (PCR H1N1, coleta em secreção nasal) só é feito no Instituto Adolfo Lutz.
O único hospital particular de São Paulo que faz a coleta e encaminha ao Adolfo Lutz, caso julguemos necessário, é o Albert Einstein. Tenho alguns casos aguargando confirmação.
Alguns hospitais públicos (Emilio Ribas, Hospital São Paulo) fazem a coleta.
Imagino o calvário que seja.

- Achei a decisão de algumas escolas de São Paulo - de suspender as aulas e adiantar as férias - extremamente sensata. Saúde em primeiro lugar.
- Não existem remédios ou receitas caseiras que possam evitar o contágio pela Gripe Suína. Nem vitamina C, nem complexo B, nem Vick primeira proteção, nem Targifor-C... Nada foi comprovado como preventivo.

- A Gripe Suína são tem apresentado índices de complicação e letalidade que chamem qualquer atenção, mas merece ser tratada como tem sido, com bastante cautela e seriedade. Sem pânico.

- Quantos às viagens à Argentina (dezenas de ligações...): se a viagem está programada para meados de julho, é melhor aguardar um pouco para qualquer cancelamento. Se for para estes dias e passando por Buenos Aires (85% dos casos são lá), eu, particularmente, não iria.


Um comentário:

  1. sou mãe de 3 crianças um de 8 anos um de 5 e o bebê de 1 aninho , que foi detectado que está com a gripe suina não temos informações sobre a doença e estamos preocupados.

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.