segunda-feira, 20 de julho de 2009

Gripe Suína - Publicado por Jairo Len

A dez dias do início do segundo semestre letivo, a Gripe Suína está quase chegando no seu "pico".
Estudos mostram que epidemias de influenza em grandes centros urbanos se caracterizam pelo início abrupto, atingem seu pico em duas ou três semanas e se prolongam até completar cinco a oito semanas. Isso significa que os números ainda vão piorar antes de melhorar.

Tenho recebido e-mails (alguns, eu diria, exagerados) de mães e pais com muito medo desta Gripe - e não é para menos - afinal hoje o Brasil contabiliza 15 mortes pelo Influenza A(H1N1).

A grande dúvida é "o que podemos fazer para evitar ?"... Outras pessoas relatam que o marido, um familiar muito próximo ou um colega de trabalho contrairam o Influenza A (suíno ou não), e seus filhos foram expostos...
Minha resposta tem sido sempre a mesma:
- Não adianta pânico (demostrados nos e-mails), porque o pânico não resolve problemas. Cada caso deve ser tratado e analisado com seriedade, com investigação laboratorial e internação/medicação em casos graves, a critério médico.
- Tenho visto na Clínica inúmeros casos de Influenza A (confirmados pelo exame de secreção nasal em laboratórios como Fleury ou Einstein, que não diferenciam se é suíno ou sazonal). As evoluções, por enquanto, boas.
- Se há uma criança ou um adulto com um quadro que "sugira" Gripe, mas o estado geral é bom, a pessoa consegue se alimentar, sente-se melhor com os medicamentos sintomáticos, não se aparenta "grave", não existe uma necessidade de diagnóstico preciso. Abarrotar hospitais e laboratórios só piora o risco de contágio. Manter o doente em casa.
- As escolas devem ser RIGOROSAS em não receber crianças doentes e as mães RIGOROSAS em não mandar seus filhos doentes para as aulas.
Não importa a doença, porque o Influenza não tem um quadro típico, que nos dê certeza.
- Ir ou não às aulas, como sempre digo, é uma decisão pessoal de cada pai ou mãe. A decisão do pediatra será norteada por condutas de vigilância epidemiológica e casos sugestivos/confirmados de Gripe Suína ou Sazonal.
- A grande diferença desta epidemia é a velocidade de propagação. O novo Influenza A(H1N1) se espalhou em 6 semanas o que normalmente um Influenza demora 6 meses para contaminar.

Um comentário:

  1. Jairo,
    encaminhei alguns de seus posts para a dona da escola dos meninos...que por acaso a filha foi paciente do seu pai ......
    ENfim, ela sempre envia bilhetes na agenda dizendo que criança com febre não deve ir para a escola....porém como muitas criança ficam lá período integral , e por incrível que pareça, aqui na granja vianna quase ninguém tem babá.....muitas mães acabam levando para a escola ......
    A dona sempre me comenta que fala para as mães que falam que não tem com quem deixar que não é mesmo para deixar a criança em casa....e sim a mãe,pai,tia , avó....ficarem em casa com a criança....na escola ,por mais carinhosos e preparados eles são ,não dá para ficar dando atenção especial , fazendo sucos,vendo alimentação especial....
    Ela até me respondeu que iria encaminhar o seu blog para as mães todas antes do início das aulas.
    espero que as mães fiquem concientes de que com gripe ,criança e escola não se brinca...
    Beijos
    Bia

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.