domingo, 9 de agosto de 2009

Gripe Suína - Postado por Jairo Len

Algumas escolas reiniciam suas aulas nesta segunda-feira.
Os que leem o blog sabem que nunca fui a favor deste adiamento...
Acho que a medida é inútil. Adiar a volta às aulas é adiar o problema.
Nesta semana tive inúmeros pacientes que entraram no diagnóstico de "Gripe". Nenhum deles teve contato com suspeitos da doença, nenhum deles foi à escola.
A Gripe Suína e a Gripe Sazonal estão no seu pico, acho impossível se evitar um contágio com estas medidas.
É claro que, como medida epidemiológica importante, aulas devem ser pausadas se houver casos de GRIPE entre os alunos. Uma a uma, caso a caso.
Os cuidados com a higiene, limpeza de mãos, a medicação (Tamiflu) e principalmente a quarentena (de 1 semana) são os fatores mais importantes no controle da doença.

MEDICAÇÃO

O Tamiflu finalmente já pode ser prescrito por todos os médicos, mediante um formulário especial. Os pacientes vão a postos de saúde e hospitais públicos de referência para pegar o remédio.
O diagnóstico exato da Gripe é que tem sido uma dificuldade, porque os exames são inespecíficos e pouco sensíveis (muitos falso-negativos), e os exames mais sensíveis são demorados, superando as 48 horas que o Tamiflu deve ser iniciado.
Este diagnóstico e as prescrições de Tamiflu são norteadas por diversos fatores, mas principalmente a febre alta (mais de 38,5ºC), a tosse forte e o "estado geral" de cada criança. A exclusão de outras doenças bacterianas, como amidalites, faringites ou pneumonia, é importante.
E vejo que cada hospital e cada médico tem uma postura diferente. Felizmente o pediatra de cada criança (casos de pronto-socorro) tem ajudado no raciocínio, como pude perceber no fim de semana.

Uma pergunta frequente: a vacina contra a GRIPE e a PNEUMO23 ajudam contra a Gripe Suína? Não, ainda não se provou que exista proteção cruzada. Mas são duas vacinas que recomendo sempre. Meus pacientes desde o nascimento são todos vacinados contra a GRIPE (salvo alguma restrição que os pais tenham à vacina) e com a PNEUMO23.

Outra pergunta que recebi inúmeras vezes:É caso para pânico?
Não. É caso de ficar alerta e avaliar com muito cuidado cada pessoa suspeita da doença.
Lembro sempre que as doenças infecciosas respiratórias (pneumonias, crupe, asma grave, influenza...) são responsáveis por 70.000 mortes ao ano no Brasil, cerca de 200 por dia, 7 por hora. São doenças que todos nos deparamos e temos contato diariamente, sem entrar em desespero.
Não é a primeira nem a última vez que a GRIPE estará entre nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.