terça-feira, 11 de agosto de 2009

Tamiflu (Oseltamivir) - Postado por Jairo Len

Sempre que nos deparamos com um problema sério, buscamos soluções milagrosas...
Com a epidemia de Gripe Suína, a solução milagrosa, para as mães, chama-se Tamiflu. Mais milagrosa ainda porque não se conseguia, estava restrito a casos graves e pacientes internados.

Agora que o Tamiflu já pode ser prescrito pelos médicos e pego (com certa dificuldade) pelos pais nos postos credenciados, está circulando um e-mail com informações de uma pesquisa britânica publicada pelo British Medical Journal, que mostra que os antivirais Tamiflu e Relenza "não são eficazes no tratamento de crianças que contraíram o vírus da nova gripe", "os efeitos colaterais, principalmente vômitos e diarreia, são maiores do que o potencial benefício para o paciente", etc...
A pesquisa e a publicação existem, e acho que, como tudo em medicina, deve ser avaliado com muito critério.

Diferente do que as mães e pais pensam, o Tamiflu tem suas indicações precisas, casos indicados criteriosamente e o medicamento não é a salvação perante a Gripe Suína.
Já "neguei" a receita para crianças sadias inúmeras vezes nos últimos dias - pais querendo estocar o remédio, fazer uso profilático, e demais usos não indicados.
O Tamiflu abrevia a duração dos sintomas em pacientes com doença leve e moderada, mas a meu ver não muda o curso de uma Gripe potencialmente grave, cujo tratamento é voltado às complicações, e não contra o vírus Influenza.

Muitas vezes pode causar vômitos (quase todos os pacientes infantis que eu prescrevi Tamiflu vomitaram as primeiras doses). É claro que, se bem conduzido, o uso da medicação não trará todos os efeitos e calamidades que o estudo publicado mostrou, e certamente será benéfico, de alguma forma.
Uma meta-análise de estudos com 2.600 crianças entre 1 e 12 anos mostrou que:
- O uso do Tamiflu diminui em 1 (um) dia os sintomas da Gripe,
- O tratamento não diminuiu as crises de asma (nos asmáticos),
- Usado de forma profilática, a diminuição de incidência foi só de 8%,
- Houve vômitos na maioria dos pacientes.

Por isso, mais uma vez, lembro que, como todos os remédios, o Tamiflu tem indicação e prescrição criteriosa, cada caso analisado individualmente junto do médico que conhece a criança e a família.

2 comentários:

  1. Minha filha começou tomar o remedio hoje. Após quantos dias posso perceber a os resultados do medicamento?

    ResponderExcluir
  2. Jairo, eu estive no Einstein com um medico infectologista, Dr. Andre Loren, se nao me engano, e ele me deu informacoes preciosas:
    Essa pesquisa realizada em Oxford foi baseada no virus da gripe sazonal que, segundo ele, apresenta diferencas significativas em relacao ao H1N1, sendo uma delas, por exemplo, a capacidade do virus se mostrar mais agressivo no quarto, quinto dia de evolucao da doenca, o que ate sugeriria a tomada do Tamiflu mesmo apos as 48 horas de inicio dos sintomas. Explico: os estragos feitos pelo virus da gripe sazonal ocorrem nessas 48 horas iniciais, apos as quais a carga viral tprna-se quase nula. Isso nao acontece com o H1N1! Achei muito interessante. Ainda assim, o melhor eh a pronta medicacao. O que quero frisar aqui eh que qqr pesquisa com o virus comum deve ser questionada qdo se trata do novo virus. Nao sei se isso tudo realmente procede, mas achei interessante verificar com vc. Um beijo,
    Cristina Foragi.

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.