quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Uso e Abuso de Medicamentos - Postado por Jairo Len

Como nos últimos dias tenho falado de remédios (Tamiflu, Relenza, Leucogen, Targifor, etc...), vou mostrar alguns dados alarmantes, mundiais e específicos norte-americanos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), quase metade dos medicamentos consumidos no mundo está sendo utilizada de maneira irracional. Atualmente existem mais de 20 mil medicamentos diferentes disponíveis e com apenas 316 a humanidade poderia tratar as doenças mais importantes, entre as quais as enfermidades crônicas.

Nos EUA, o uso inadequado de medicamentos está entre as seis causas mais importantes de morte.

A utilização errada dos antibióticos está levando à criação de bactérias resistentes e já tornou, por exemplo, o protozoário causador da malária resistente a cloroquina (medicamento padrão de tratamento) em 80 países. A penicilina não é mais capaz de curar a gonorréia em 98% dos casos.
Existem bactérias hospitalares resistentes a todos os antibióticos, nos EUA. A sulfa, largamente usada há décadas, tem resistência por quase 75% das bactérias para as quais funcionava muito bem....

Nos dias de hoje a discussão sobre o surgimento de formas resistentes do vírus influenza A (H1N1) aponta para o uso irracional do antiviral como a causa dos primeiros casos de resistência já identificados.

Acho que o Brasil vai no mesmo caminho. Nos Estados Unidos, todos sabemos, o uso de medicamentos é bem mais controlado que no Brasil. Por lá ninguém compra antibióticos, injeções, cortisona e antihipertensivos sem receita médica - e o uso inadequado de remédios é a 6ª causa de morte. Como será no Brasil?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.