terça-feira, 13 de outubro de 2009

Alguns hábitos (nem) tão recomendáveis - Postado por Jairo Len


A cada dia surgem novas informações e dicas "definitivas" para melhorar a nossa saúde, a maioria delas sem qualquer embasamento científico, mas muitas, mesmo sem esta comprovação, "pegam" e se tornam lemas para muitos.

Alguns exemplos que você certamente já ouviu:
- Consumir muitas Fibras: para quem não tem problemas de intestino preso - e mesmo para quem tem - o uso inadequado das fibras pode ser prejudicial. As fibras insolúveis, aquelas presentes no farelo de trigo e na casca das frutas, necessitam que você tenha uma ingestão adequada de líquidos se usá-las em grandes quantidades - caso contrário estas fibras podem até causar fezes mais duras. A quantidade de líquidos deve ser proporcional à de fibras. Quem faz o cálculo?
Além disso, o consumo excessivo de fibras pode pode dificultar a absorção de micronutrientes essenciais, como ferro e cálcio. Já as fibras solúveis, encontradas nos iogurtes enriquecidos e no farelo de aveia, podem, quando em excesso, gerar cólicas, flatulência e sensação de irritação no estômago.

- Usar muito Creme Hidratante: estes devem ser escolhidos criteriosamente e sem dó do bolso...Os cremes mais comuns, de base oleosa, podem entupir os poros se usados em excesso e causar aparecimento de cravos e espinhas em todo o corpo, além de foliculite e encravamento dos pêlos.

- Beber muita Água: Beber somente água em grandes quantidades pode ocasionar perda significativa de sais minerais pela urina, entre eles os importantes sódio e potássio, uma vez que a água precisa ser excretada de alguma forma...A sede é o melhor parâmetro para a necessidade de água.

- Regimes ricos em Proteínas: consumir em demasia alimentos ricos em proteínas, como carnes e queijos, a curto prazo (uma ou duas semanas) não traz efeitos colaterais, mas pode futuramente agravar problemas renais, hepáticos e de colesterol em quem tem predisposição. Além, claro, da falta de outros nutrientes fundamentais, como os carboidratos.

- Exageros na limpeza: não estamos falando em viver em um chiqueiro, mas é sabido que a vitamina "S" é importante. O contato com vírus e bactérias menos perigosos, presentes nos objetos, no chão, dinheiro, etc., mas semelhantes aos causadores de doenças, pode diminuir os sintomas de patologias, assim como a convivência com agentes infecciosos estimula a produção de anticorpos. É claro que é preciso manter a casa limpa e dar à criança boas condições de higiene. Porém, não se deve criá-la em uma redoma nem proibi-la de brincar com animais ou no chão. O uso exagerado de bactericidas na limpeza doméstica é desaconselhado pelos especialistas.

- Leite de Soja - exceto para quem intolera as proteínas do leite de vaca ou a lactose, os leite à base de soja não oferecem nenhuma vantagem. Além disso, a maioria deles não contém boas quantidades de cálcio e proteínas.

- Passar Manteiga nas Queimaduras: as queimaduras leves devem ser tratadas apenas com água fria. Não se deve passar nenhuma outra substância devido ao risco de infecção da ferida e atraso na cicatrização. Isso vale para manteiga, gelo, ovo, óleo de cozinha etc... Uma boa pomada pode ser indicada pelo mádico. E nunca estoure as bolhas.

E assim por diante, existem milhares de outras dicas e hábitos comuns mas sem qualquer comprovação...
De uma forma geral, em medicina não existe o famoso "one size fits all". Bom senso e indicação profissional são a boa medida.

Um comentário:

  1. Jairo, que bom tirar tantas "crendices" do nosso cotidiano, iluminando esse caminho tão maluco que é ser mãe - eu vivo citando o que vc fala e escreve (minha sobrinha de 11 anos outro dia perguntou: "Táta, vc liga todo dia pro Dr. Jairo? Coitado..." rsss!!)

    Aproveitando gostaria que uma hora dessas comentasse este Manual da Sociedade Brasileira de Pediatria (que foi capa da Veja desta semana). Obrigada, Renata (e Miguel).

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.