segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Mais sobre meningite C - Postado por Jairo Len

Tenho recebido e-mails de pais preocupados com o surto de meningite C na Bahia. Até o fim de outubro foram contabilizados, na Bahia, 157 casos, com 41 óbitos. Não acho que estejam "escondendo" casos por causa da má repercussão em relação ao turismo - o que pode haver é só uma minimização do problema, que é enorme.
Como falei no post de 26 de outubro, a doença é 100% evitável com uma única dose da vacina contra meningite C (vacina importada, eficaz e segura). Todos os meus pacientes, sem exceção, são vacinados.
Recomendo que os adultos que vão passear por lá também recebam a vacina (dose única).
Não me perguntem porque o governo da Bahia não providencia a vacina para a população.


Outra questão top of mind nos e-mails das últimas semanas são os protetores contra insetos. Repito então minhas recomendações:
- Nos quartos, usar os inseticidas elétricos, de tomada. Todas as marcas funcionam. Use uma tomada alta ou escondida. Porque as crianças adoram mexer no aparelhinho, com risco de choque e intoxicação.

- Tela mosquiteira: acaba sendo o melhor método para os bebês, que não podem usar repelentes.

- Repelentes: entre 6 meses e 1 ano de idade, recomenda-se a Loção anti-mosquitos Johnsons ou o Citronim (Weleda). Pode passar, sem problemas, mas evite passar nas mãos - que vão à boca. Para os maiores de 1 ano, os repelentes como o Off Kids ou Repelex Kids podem ser usados.

- Repelentes eletrônicos: definitivamente, esqueça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.