sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Viroses, viroses... - Postado por Jairo Len


O assunto é inesgotável... Depois de uma virose, sempre aparece outra...

A do momento é esta virose gastrointestinal que começou no Guarujá, e agora se estende para Ubatuba e praias do litoral norte de São Paulo (Guaecá, Barra do Sahy...).
Oficialmente não se sabe ainda o "nome" do vírus (rotavírus? norovírus? adenovírus?), mas isso não muda muito. Exceto para as crianças que já receberam a nova vacina contra rotavírus (só crianças na faixa de 3 anos de idade ou menos), que não pegariam a virose se realmente fosse um rotavírus.

Mas este post é mais para dar uma clareada nas idéias de "como a virose é transmitida". Não acho que seja a água da Sabesp litorânea. Pode-se até aventar a possibilidade que a água não deve ter tempo de ser super bem tratada no verão, mas até aí dizer que ela esteja contaminada por uma virose existe uma longa história.

Ontem uma mãe de bebê de 5 meses, que passa féria no Guarujá, me perguntou se a virose está mesmo "passando pelo ar" - o que eu mesmo li hoje nos jornais...
Falar que uma virose passa pelo ar é leviano. Viroses que se espalham pelo ar, pelo vento, pela atmosfera são só aquelas super-temidas, como a Varíola, Antraz, Ebola.
As viroses gastrointestinais podem passar de pessoa-para-pessoa através de espirros, do "spray" que se forma quando falamos, das gotículas de pflüge - os famosos "perdigotos". São secreções de vias aéreas. Mas pessoas a um ou dois metros das outras não transmitem viroses! As viroses comuns não passam pelo ar. Você não vai passear na praia e adquirir este vírus num golpe de vento.

Já a água do mar (milhares de crianças e adultos com virose se banhando, recebendo água contaminada daqueles riozinhos, que são esgoto não coletado), a água das piscinas, as barraquinhas de comidas com péssima higiene, a mão do sorveteiro e do vendedor de milho, os shoppings praianos, copos, pratos e garfos de restaurantes lotados... Estes fatores, somados a uma temperatura acima de 30ºC, é que são os grandes responsáveis pela transmissão das viroses...
Medidas de higiene pessoal só ajudam se todos o fizerem, como na época de epidemia da gripe suína. Senão, todos estão sujeitos a adquirir a doença.
Em caso de sintomas como vômitos, dor de barriga, febre e diarréia, entre em contato conosco.

Um comentário:

  1. Sou paranoica, e fiquei feliz em ler o que disse.
    Que virose gastroinstestinal, com medidas de higiene dá para evitar.
    Então o virus não fica vagando pelo ar? (sou leiga, por isto estou te perguntando, não ria de mim)
    Posso respirar com tranquilidade?

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.