sexta-feira, 19 de março de 2010

Equoterapia - Postado por Jairo Len

Nesta semana uma mãe de paciente me pediu um atestado para que a filha, portadora de Síndrome de Down, seja autorizada a praticar EQUOTERAPIA.
Já faz décadas que a equoterapia existe e eu já tive alguns pacientes que se beneficiaram com este tipo de fisioterapia - ainda extremamente desconhecida pelas pessoas.

A equoterapia é a utilização do cavalo como recurso terapêutico para o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas portadoras de deficiência ou de necessidades especiais. A equoterapia emprega o cavalo como agente promotor de ganhos físicos, psicológicos e educacionais.
Quatrocentos anos antes de Cristo (400 a.C.) Hipócrates utilizou cavalos para "regenerar a saúde" de seus pacientes. Há 40 anos o método foi reinventado nos EUA. No Brasil a equoterapia foi oficializada em 1997.

Na descrição de uma fonoaudióloga de uma equipe muti-disciplinar de equoterapia:
"Durante toda a sessão, os terapeutas também ajudam a estimular a auto-confiança, auto-estima, fala, linguagem, estimulação tátil, lateralidade, cor, organização e orientação espacial e temporal, memória, percepção visual e auditiva, direção, analise e síntese, raciocinio, e varios outros aspectos. Na esfera social, a equoterapia é capaz de diminuir a agressividade, tornar o paciente mais sociável, melhorar sua auto-estima, diminuir antipatias, construir amizades e treinar padrões de comportamento como: ajudar e ser ajudado, encaixar as exigências do próprio indivíduo com as necessidades do grupo, aceitar as próprias limitações e as limitações do outro."

Ainda que indicada especificamente para pessoas com necessidades especiais, acredito que muitas pessoas que se consideram "normais" poderiam se beneficiar com atividades como esta.
Existem centenas de grupos de equoterapia em atuação no Brasil.

3 comentários:

  1. Antes de tudo , adorei saber que sou mãe atenta ao blog...e não mãe neurótica....só vi isso depois dos emails que trocamos....
    Bom ,quanto a Equotarapia, acho ótimo, aqui na Granja Vianna, que tem várias hípicas,todas tem equoterapia.
    Na escola dos meninos,eles tem aula de PET AÇÃO,que é dada por uma psicopedagoga e veterinária que trabalham com PET TERAPIA na APAE e COTOLENGO , elas usam cachorros ,são 3 no total,e todas as crianças adoram,fazem atividades diversas para cada faixa etária, até na alfabetização eles ajudam. Já saiu em alguns notícários a escola deles e esse trabalho todo.
    Existem alguns ,acho que 2 ou 3 , com algum tipo de deficiência na escola ,mas sei que todos se beneficiam.
    Bia

    ResponderExcluir
  2. Segue descrição da PET ação na escola.


    A Pet Ação trabalha com o lado emocional, cognitivo e corporal das crianças.

    No contato com o animal, a criança aprende a respeitar, cuidar e brincar, tomando ciência que o animalzinho é um ser vivo que merece todo nosso amor e carinho.

    Trabalhamos com animais vacinados, vermifugados e adestrados, tratados diariamente pela veterinária e psicopedagoga Dra. Paula.B. Suelotto Lopes, que realiza este trabalho junto com as crianças na Doce Geração.

    As cachorras brincam de jogar bola, pega-pega e jogos de números, letras, formas e cores, utilizando o colete com velcro que usam para tal atividade.

    A criança que tem medo de cachorro com este trabalho,gradativamente vai percebendo que são dóceis, amigos e que adoram receber um “dengo”, e também que só podem se aproximar de animais conhecidos, cujos donos atestem que são sociáveis.

    ResponderExcluir
  3. Dr. Jairo, Boa Tarde!

    Amei o seu blog de hj - EQUOTERAPIA (acompanho diariamente, mas este foi especial)

    Sou fã de cavalos desde criança e há um ano comecei a fazer hipismo...

    Sinceridade.... é a melhor coisa do mundo...

    Para mim é uma perfeita EQUOTERAPIA

    As pessoas não tem noção do quanto é bom, uma sensação maravilhosa...

    Como vc mesmo disse em seu blog, "Ainda que indicada especificamente para pessoas com necessidades especiais, acredito que muitas pessoas que se consideram "normais" poderiam se beneficiar com atividades como esta." (concordo totalmente)

    Todos deveriam experimentar... NÃO TEM PREÇO....

    Eu recomendo!

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.