terça-feira, 2 de março de 2010

Maconha e Psicose - Postado por Jairo Len


Ainda ouvimos por aí que "maconha" é melhor que cigarro, que não faz mal, não causa câncer, que existem fins terapêuticos para a cannabis sativa (existem mesmo e são indicados em casos muito selecionados, em poucos países do mundo)...
Já se sabe que, como todo produto fumígeno (charuto, narguilé, caximbo, cigarros) a maconha é cancerígena.
Maconha dobra a chance de psicose
Pesquisadores do Instituto Neurológico de Queensland, na Austrália, estudaram mais de 3.800 homens e mulheres nascidos entre 1981 e 1984 e os acompanhou após 21 anos.
Jovens que fumam maconha por seis anos tem o dobro da probabilidade de sofrer episódios psicóticos, alucinações ou delírios do que pessoas que nunca usaram a droga. Um exemplo deste tipo de psicose: esquizofrenia.
As descobertas fortalecem uma pesquisa anterior que relacionam psicose à droga – particularmente em sua forma mais potente, o skunk – e suscitará maiores debates sobre o nível de controle de seu uso. Mesmo proibida, estima-se que 200 milhões de pessoas façam uso de maconha no mundo.

A descriminalização da maconha é um debate sem fim, mas argumentos como os achados neste estudo são mais um motivo para não cometermos leviandades em nome da liberdade individual...

Um comentário:

  1. I really like this blog, It's always nice when you can not only be informed, but also get knowledge, from these type of blog, nice entry. Thanks

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.