terça-feira, 23 de março de 2010

Vacina H1N1 - Filtrando... - Postado por Jairo Len

Finalmente chegou a data da vacinação pública das crianças de 6 meses a 2 anos de idade (entre os dias 22 de março e 2 de abril). Como já esperava, recebo dezenas de e-mails e dezenas de ligações por dia com a pergunta: "Devo vacinar meu filho?". Além de perguntas diferentes, como: "Você tem alguma informação privilegiada?", "Você aplicou nos seus filhos?", "Você tomou esta vacina?"...
Comentei com muitas mães e pais que só me pronunciaria após as primeiras duas semanas de vacinação pública, que colocou os profissionais de saúde e os índios como cobaias...
Até aonde seja publicado (o site do Ministério da Saúde e da ANVISA parecem estar em outra galáxia em relação a isso) não existe nada relacionado a reações sérias.
Os efeitos colaterais são o de quaisquer vacinas, como febre, dores pelo corpo, dor no local da vacina, mal estar geral - e só ocorrem em raros casos.

Sempre fui 100% a favor das vacinações anuais contra influenza, com boas vacinas.

Em relação à vacina da GSK (uma das usadas pelo governo) posso assegurar
que é extremamente segura, feita com tecnologia conhecida há mais de 10 anos, e todo o processo de fabricação, aprovação, testes, etc... são colocados com clareza "solar" no site da GSK - http://www.gsk.com/media/pandemic-flu.htm).
A vacina contra influenza (sazonal ou pandêmica) não é uma novidade nem foi feita com "pressa".

Em relação à vacina do Instituto Butantan, convido você a procurar informações detalhadas no site do Butantan, se estiver no ar - http://www.butantan.gov.br/, ou no site da ANVISA - http://portal.anvisa.gov.br.
Note a diferença intergaláctica entre as informações ali obtidas e no site da GSK.

Enfim, vacinar ou não os pré-escolares pelo governo?


Infelizmente não tenho 100% de certeza de quando as Clínicas Particulares vão receber a vacina trivalente, que julgo a ideal para nossos filhos e nós.
A informações mais recentes dizem que é no final de abril. O problema está na monopolização do governo pela vacinação. A Solvay Pharmaceuticals vacina já pediu autorização da sua vacina trivalente, pela ANVISA, há meses - mas parece que não há extrema boa-vontade na liberação.

Como não tenho certeza de quando terei a vacina trivalente, tenho orientado aos pais que realizem a primeira dose para seus filhos nos postos de saúde e, assim que chegar a vacina Solvay na Clínica, faremos o reforço.
Ainda coloco, claro, que a decisão final de vacinar ou não nos postos depende dos pais, que devem fazê-lo baseado no que leem, no que tem acontecido nos EUA e na Europa em relação à segunda onda da epidemia, nas informações sérias (não nos e-mails/spams) que podem ser achadas na internet.

Um comentário:

  1. boa noite

    Gostaria de informações a respeito da vacina da solvay....nunca ouvi falar dessa marca..será que e tão segura quanto dessas outras fabricantes..gsk e sanofi...

    grato

    alessandro_1996@yahoo.com.br

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.