quinta-feira, 1 de abril de 2010

Uso de adoçantes artificiais em crianças - Postado por Jairo Len

Nesta semana conversei com alguns pais preocupados com o excesso de peso de seus filhos - aliás, uma das coisas que eu mais alerto quando percebo o exagero.
Engordar na infância é um forte preditor de obesidade no futuro. Aquelas crianças que são eutróficas (peso e estatura proporcionais) e que começam a engordar entre 4 e 7 anos de idade são uma "certeza" de problemas com o peso por toda a vida.
Como abordar o problema?
Independente de genética (que tem enorme culpa), o mais importante são os hábitos alimentares de cada família.
Alimentos com mais de 4 calorias por grama (chocolates, bolachas recheadas, salgadinhos de pacote...) são criminosos para estas crianças. O mesmo posso dizer de tudo que contenha açúcar - sucos prontos, refrigerantes, doces, chocolate (de novo).
Neste ponto, as mães e pais - bombardeados por spams e falsos e-mails - temem o uso de adoçantes artificiais no dia a dia das crianças. Sem exageros, não há problemas.
Aspartame, acessulfame K, sucralose, stevia e sacarina podem ser usados em quantidades pequenas sem quaisquer restrições. Quantidades pequenas são aquelas que as crianças normais conseguem comer no dia a dia. Adultos conseguem exagerar, tomar 2 ou 3 litros de refrigerantes ao dia...
Se é para dar alimentação não-natural, prefiro gelatina diet a gelatina tradicional, e o mesmo vale para os chicletes, balas, sucos prontos, refrigerantes, sorvetes, etc.
Diet ou não, estes alimentos infelizmente fazem parte do dia a dia das crianças - e aí é fazer a troca do menos-ruim para o ruim (não pelo adoçante, mas pelos corantes, acidulantes, aromas artificiais, espessantes, anti-oxidantes...).
Em pequenas quantidades, nenhum adoçante faz mal às crianças.
(OBS: alimentos "bons" também podem ser dados nas formas light ou diet, como os iogurtes, requeijão e outros laticínios, pães, etc.).

2 comentários:

  1. Bom dia!
    Muito obrigada por me esclarecer essa dúvida, por que não sabia se criança podia está consumindo adoçantes, é claro sem exageros como você mesmo disse.

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.