segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Pulseira Quântica - Postado por Jairo Len

Não é vodca nos olhos, não contém testosterona, não tem cafeína, nem é e-drug...
Da série "não faz mal" (ou, só faz mal para o bolso), apresento aqui, para os que ainda não conhecem, a "milagrosa" pulseira quântica.
Ontem a minha filha, na banca de jornal, pediu para que eu comprasse uma "pulseira quântica". Ela jura que melhorou muito o equilíbrio de uma amiguinha dela, que consegue ficar em pé, na muretinha, por "bem mais tempo que as outras". Evidentemente não comprei, ainda que custasse R$ 3,50 - e não os R$ 200,00 que você paga na original. Uma criança de sete anos acreditar nesta história, vá lá...
Mas já vi (e você também já viu), no pulso de muita gente graúda, estas pulseirinhas dotadas de um holograma, que promete equilibrar as energias e as células das pessoas. Simples assim. E gente com mestrado e doutorado, formação acadêmica, conhecimentos gerais fenomenais...
A ANVISA já proibiu a propaganda enganosa da pulseira quântica. Não pode proibir a venda da pulseirinha porque não é algo nocivo à saúde, não é medicamento.
Evidentemente não há qualquer comprovação científica que funcione, nem em teoria.
O grande negócio para "pegar" tantas pessoas é o marketing agressivo, fazendo artistas e esportistas usarem e jurarem que, para eles, funcionou (pelo menos acho que houve equilíbrio nas contas bancárias deste pessoal).
Conforme o professor em Teoria Quântica de Campos e coordenador do Departamento de Física da Universidade Federal do Ceará, Carlos Alberto Santos de Almeida, não existe nenhuma pesquisa que comprove que os efeitos quânticos possam ajudar na saúde humana. Ele explica que, na maioria das vezes, os efeitos quânticos agem no organismo destruindo as células, como é o caso da radioterapia. Segundo o físico, o tratamento mata as células cancerígenas e também as saudáveis. "Já estou acostumado com essas fraudes. Todas esses aparelhos que prometem milagres, principalmente com a física quântica, são, de fato, suspeitos", frisa o doutor

Seria uma reedição da cafonérrima pulseira Sabona? Quem se lembra dela??
Na verdade, mal não faz... Realmente não acredito nos benefícios destas pulseiras, mas tenho certeza absoluta que não há malefícios físicos no seu uso...
Cada um gasta seu suado dinheiro como bem quiser, mas como disse Bertold Brecht: "o que não sabe é um ignorante, mas o que sabe e não diz nada é um criminoso".

Relembrando os anos 80... Esta é a primeira pulseira que prometia te equilibrar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.