quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Revolução no quarto do bebê - Postado por Jairo Len

Até gostaria de falar só sobre as férias e viagens, mas uma notícia de última hora me faz mudar o rumo da prosa.
Em votação unânime, o U.S. Consumer Product Safety Commission (que equivale ao INMETRO norte-americano, versão séria e rigorosa) baniu do comércio dos Estados Unidos os berços com laterais móveis. Em inglês, drop-side cribs.
Isto mesmo...Aquele berço que você tem ou teve em casa - cuja lateral abaixa, facilitando a colocação e retirada dos bebês... A proibição vale a partir de junho de 2011, nos Estados Unidos. Proibido qualquer tipo de comércio: produção, venda ou revenda. O motivo: nos últimos 13 anos, mais de 30 crianças morreram devido a estas grades móveis. Por asfixia, enforcamento e mau funcionamento. Grades que abaixam ou se soltam sozinhas, por defeito, puxando lençóis e cobertores, por exemplo.
Mais de 9 milhões de berços tiveram recall, nos Estados Unidos, nos últimos cinco anos, devido a problemas de segurança, incluindo as grades móveis.
Salvo amnésia profunda, nunca ouvi algum recall de berço aqui no Brasil.
Mas acredito que, em breve, a proibição será copiada por aqui...

Sei que os norte-americanos são excessivamente draconianos, mas uma proibição como esta, com uma repercussão gigantesca do ponto de vista comercial, deve ter sido bastante discutida.
Somos sobreviventes...! Dormimos de bruços, mamamos leite integral, usamos paninhos para dormir, não usávamos cinto ou cadeirinha e tinhamos berços perigosos, sem saber...

Este berço dos sonhos, nunca mais...


3 comentários:

  1. Há alguns meses, desde que minha filha começou a ficar em pé no berço, fico sim com receio dessa grade. E pensar que o escolhi exatamente por isso...

    Mas fica a pergunta: isso chegará ao Brasil? Quando?

    Silvia Azevedo

    http://umapitadadecadacoisa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Aqui na Suécia não chegou essa lei também. Os berços desse modelo são comercializados normalmente (ainda).

    ResponderExcluir
  3. Aqui na França idem, nao houve proibicao ainda. O que esta acontecendo é com os tapetes emborrachados tipo quebra-cabeças, foram proibidos pois encontraram um componente cancerigeno, aqui a venda esta suspensa por 3 meses ate os resultados conclusivos e na Belgica ja esta terminantemente proibido sem prazo determinado para retorno ao comercio.
    Luciene Gasparotto
    www.ciadasmamaes.blogspot.com

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.