sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Norovírus, a virose deste verão - Postado por Jairo Len

Todos os anos, nesta época, as viroses intestinais são muito frequentes.
Após o início da vacinação contra Rotavírus (há quatro anos) , tivemos uma lacuna (dois ou três anos calmos) e desde o ano passados os casos de Norovírus tem aparecido bastante.
Não é uma nova doença. O Norovírus é conhecido há décadas - antes foi chamado de Norwalk-like vírus ou Gripe Intestinal.
Sua transmissão é elevadíssima, através de saliva, secreção nasal e fezes dos contaminados. Locais com superfícies compartilhadas contaminadas (maçanetas, corrimãos, copos, banheiro, piscina) também são formas de transmissão.
A doença é mais leve que a causada pelos Rotavírus. É uma virose gastrointestinal caracterizada por:
- Mal estar
- Náuseas e vômitos
- Febre
- Dor abdominal
- Diarréia
Dura cerca de 2 a 3 dias e é auto-limitada. Seu tratamento é feito com remédios para vômitos (os antieméticos), para dores/gases e febre.

Como toda virose intestinal, pode levar à desidratação e necessidade de internação, para que se receba o soro hidratante e remédios por via endovenosa.
Mas o risco de internação é muito menor que nas diarréias por Rotavírus.

Soro Caseiro
Sempre me perguntam sobre soro caseiro. Acho uma péssima idéia, salvo se não houver qualquer condição de se comprar um soro hidratante pronto, como o Pedialyte ou o Hidrafix. Até soluções isotônicas (Gatorade, I9) são opções preferíveis em relação ao soro caseiro.
Isso porque no soro caseiro se coloca sal e açúcar mal dosados (salvo que se tenha a colher medida oficial), e não se põe potássio, magnésio, etc...

Aonde há maiores concentrações de pessoas (navios de cruzeiro, praias lotadas, acampamentos) o risco de norovirose é bem maior, como podemos checar em todos os verões. As medidas de higiene, como lavar as mãos antes de comer, após o uso do banheiro e álcool gel direto nem sempre são seguidas... E a história se repete ano a ano...

Pitangueiras, Guarujá, em janeiro de 2011
O norovírus adora cruzeiros e praias cheias...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.