segunda-feira, 9 de maio de 2011

Ovo - Postado por Jairo Len

Os ovos ainda são, para muitos, uma incógnita alimentar. "Posso dar aos meus filhos diariamente?" Vamos falar aqui dos ovos de galinha.
Os ovos são ricos em nutrientes: contém fósforo, potássio, vitamina A e B, proteínas (cada ovo tem 6 g de proteína, equivalente a um copo de leite), ferro (pouco, 1 mg por ovo).
Cada ovo tem 80 calorias, o que é relativamente pouco - o mesmo que uma barra de fibras ou uma fruta grande.
O problema dos ovos é que eles são ricos em colesterol. Cada ovo (gema + clara) fornece 280 mg de colesterol.
Para você ter uma idéia, 100 g de carne de vaca tem 123 mg de colesterol, sendo carne "magra". Se tiver média gordura (picanha), tem o mesmo colesterol que o ovo. O frango sem pele tem 100 mg de colesterol para cada 100 g. Um copo de leite integral (200 ml) tem 30 mg.
Existem algumas características específicas para a gordura de cada alimento, mas estes números são para se ter uma noção básica.

O detalhe importante: quem não tem problemas com o metabolismo de colesterol (seja criança ou adulto) não tem que ter medo destas miligramas acima... Pode comer o quanto quiser.
 
O excesso de alimentos com colesterol tem importância para aqueles que não metabolizam direito este tipo de gordura. Problema, geralmente, de origem genética. Tenho vários pacientes infantis com colesterol alto, que não devem comer ovo à vontade. Os demais, aproveitem.

Alguns detalhes em relação ao ovo, saindo da seara nutricional.

Ovos são tradicionais reservatórios da salmonella, uma bactéria chatíssima. A salmonella não aguenta altas temperaturas - aos 80-90ºC ela é destruída. Portanto, ovos devem ser ingeridos sempre bem cozidos, mexidos ou omeletes "bem passados".

Quanto a lavá-los antes de guardar na geladeira (nunca guarde na porta da geladeira): se comprou ovos bem embalados, em caixas de plástico bem fechadas, não há necessidade de lavar. Ovos de qualidade são lavados ainda na granja e com substâncias antissépticas, que tráz proteção. Lave-os logo antes de consumir. No caso de ovos mais "rústicos", comprados na beira da estrada, você deve lavar, assim como lava uma fruta ou uma lata de refrigerantes antes de colocar na gelareira.
Quanto a ovos com baixo colesterol ou ricos em ômega 3 e 6, não perca seu dinheiro. Nada comprovado.

Por fim, uma curiosidade: você sabe de onde vem a diferença entra a cor dos ovos (brancos ou marrons)? Depende somente da raça da galinha. Galinhas brancas botam ovos brancos, galinhas vermelhas/marrons colocam ovos com estas tonalidades. O conteúdo nutricional é o mesmo.

Estes ovos de boteco é que são a maior dúvida. Como são feitos? Quem come??

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.