segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Jantares contra as drogas - Postado por Jairo Len

Um relatório do The National Center on Addiction and Substance Abuse, nos Estados Unidos, mostra que o hábito dos pais de jantar com os filhos adolescentes reduz de forma importante o uso de diversos tipos de substâncias, como maconha, álcool e tabaco. Idealmente deve-se jantar junto pelo menos cinco vezes por semana.
Nas estatísticas norte-americanas, o índice de redução de abuso foi:
- Maconha: diminuiu 2,5 vezes
- Tabaco: diminuiu 4 vezes
- Álcool: 2 vezes menos
E ainda diminui em quatro vezes a idéia de usar drogas no futuro.

Mais interessante que o próprio artigo, a meu ver, é essa característica norte-americana de conseguir estatísticas para tudo - e sempre com alguma intenção a favor da saúde: para se ter uma idéia rápida da complexidade deste estudo sobre jantares em família, segue o link (em pdf, o resumo): The Importance of Family Dinners

É importante, mais do que você pensa...

Um comentário:

  1. Jairo, sempre acreditei que refeições em família são super importantes. Sem televisão ,celulares,.....
    meus pais sempre fizeram questão de comero todo mundo junto ,na mesma hora, isso só mudou um pouco na época de faculdade( últimos anos á noite) e trabalho ,mas depois já voltou ao normal.
    Aqui em casa faço questão de tomar café ,almoçar nos dias que todos estão em casa ( não integral na escola) e á noite idem. Não existe a menos possibilidade de TV na cozinha, na sala de jantar, e comer na TV só alguns lanches no final de semana, jogo de futebol....e olhe lá...
    Esse ritual faz parte da educação , tanto a parte de etiqueta na hora de comer, como conversar sobre o dia-a dia e acontecimentos , eu percebo que todos aprendem muito na hora da refeição,e tenho certeza de que essa pesquisa mostra isso , que conversando na hora da refeição, com toda a família os jovens, e crianças aprendem muito...
    adorei!!!

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.