segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Distúrbios do Sono - Postado por Jairo Len

Começo o ano postando sobre o sono das crianças - ou melhor - a insônia, problema que atinge cerca de 10% das crianças, conforme dados da literatura norte-americana.
Por aqui acho que a frequência de distúrbios de sono maior, ainda mais se avaliarmos objetivamente o problema - não somente as queixas dos pais. Porque, para muitos pais, crianças acordando 2 ou 3 vezes à noite não é um problema.
Um estudo publicado no Pediatrics deste mês, chamado "Prevalence, Patterns, and Persistence os Sleep Problems in the First 3 Years of Life" mostra a necessidade de um maior pragmatismo na abordagem deste problema. Pelo menos para os norte-americanos, pragmáticos em tudo.
O que concluem é que os bebês que não dormem bem nos primeiros 3 anos de vida tem chances de se tornarem crianças que não dormem bem e isto vai trazer problemas na esfera cognitiva e física.
Não acho que seja uma novidade... Mas é interessante como nos EUA eles colocam os problemas no papel, provam que existe.

Nesta publicação do Pediatrics, o importante para mim é mostrar aquilo que eu sempre falo para os pais: é fundamental para as crianças aprenderem a dormir desde cedo, fazendo uma rotina desde os primeiros meses de vida. Muitos entram no bom ritmo de sono de forma bem natural (desde que os pais queiram e ajudem), mas muitos outros não. Depende da ajuda mais ativa dos pais.

Aí começam os problemas. Qual é o método ideal?
De canadenses malucos que acham que os bebês devem dormir entre os pais, na cama deles - até o método "nana, nenê", do neurofisiologista espanhol Edward Estivill - cada um deve achar a solução para os seus filhos. Eu particularmente gosto desde último, o "nana, nenê". É claro que o método serve mais como uma base de condutas adequadas, e cada um pode individualizar o que vai fazer em casa.
Tracy Hogg, a encantadora de bebês, também tem seu método, meio termo.

O que coloco para os pais é que dormir bem é possível, sempre. O velho papo da rotina, do ambiente calmo após 18h00, das mamadas com horários programados, rituais para dormir...é super importante e funciona muito bem - desde que feito desde cedo, desde que o bebê chega em casa da maternidade.
Os casos mais difíceis (crianças mais velhas) eu chego até a encaminhar a uma psicóloga especializada em sono infantil, que, de forma pontual, acerta os ponteiros para que as crianças durmam bem.

Resumindo: dormir bem é fundamental e nossos filhos merecem isso.

2 comentários:

  1. Dr. Jairo, tudo bem? Feliz 2012!
    Aqui em casa não somos adeptos do cama compartilhada, e também não aplicamos o Nana Nene (eu li o livro e tenho lá minhas restrições).
    A Rutinha dormiu a noite toda com 3 meses, já o Miguelito passou a dormir a noite toda com 1 ano e 3 meses, e um livro que nos ajudou bastante nesse processo foi o "Soluções para noites sem choro", que tem em 2 versões, para bebês de até 1 ano, e para crianças de 1 a 6 anos. Não existe milagre, mas bom senso e paciência, adequação de alimentação, horários, quarto, enfim, é um conjunto de atitudes que ajudam (ou pioram) o sono de uma criança e, consequentemente de toda família.
    Abço,
    Roberta, mãe dos gêmeos Rute e Miguel

    ResponderExcluir
  2. Jairo, se alguma mãe- zumbi , que não sabe o que é dormir mais de 6 horas seguidas tiver dúvidas sobre o nana nenê....pode falar de mim.... lembro quando o Dudu tinha semanas e vc me indicou, achei que vc estava louco.... e sou grata sempre !!!!!tirando os primeiros 6 meses que os 2 aqui de casa mamaram exclusivamente de Leite materno , sempre dormiram bem!!! Somente na fase de sair do berço e ir para a cama que tive que rever as rotinas, mas foram poucas semanas. Hoje um com 7 outro 5 , sempre dormem 8:30, e nas férias no máximo 9:00. Dormem a noite inteira, sozinhos, no escuro...MAs com rotinas....como vc mesmo diz, depois das 6:30 é proibido video-games e mesmo TV sob minha supervisão, nada de coisas violentas ou barulhentas. Quando algum deles acorda no meio da noite eu até me assuto ,pois é raríssimo. O que conheço de mãe que os filhos dormem depois das 11, ou acordam para ir na cama dos pais....

    Beijos,
    Bia

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.