sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Suplementos Alimentares - Postado por Jairo Len

É crescente a procura de meninos adolescentes pelos suplementos alimentares.
Acho que as meninas tem um gene de imunidade à essa forma de jogar dinheiro no lixo, mas as pós adolescentes (lá pelos 30 anos) começam a pensar nisso...
Habitualmente sugeridos pelos professores de academia e personal trainers, os suplementos são um mercado caro e milionário, prometendo aumento de músculos e melhoria no condicionamento físico em curto prazo.
Os suplementos alimentares são formulações em pó ou cápsulas contendo ingredientes como vitaminas (A, C, B), minerais, ervas e botânicos (ginseng, guaraná em pó), aminoácidos (BCAA, arginina, ornitina, glutamina), metabólitos (creatina, L-carnitina), extratos (levedura de cerveja) ou combinações dos ingredientes acima...

Existe uma indicação precisa para estes suplementos: atletas de alta performance, com alto nível de treinamento. O uso de suplementos se justifica pelo grande desgaste metabólico a que são submetidos esses atletas, como treinamentos em vários períodos do dia, por longas horas. Triatletas profissionais, por exemplo, gastam excessivamente calorias, proteína, energia e é impossível se alimentar "tanto" - até porque nem o estômago aguentaria.
Para quem não gasta tanta energia assim...os suplementos podem trazer sobrecarga renal e hepática e acúmulo de gordura - uma vez que o excedente vai ser filtrado pelos rins e fígado ou guardado na forma de tecido adiposo.
Além disso, em pesquisa no Reino Unido, encontraram 20% de suplementos com pitadas de hormônios anabolizantes.

Portanto, aquele adolescente (16 anos, 1,80 de altura e 61 kg) não vai ficar com o corpo de um nadador olímpico por usar colheradas de creatina várias vezes ao dia - nem por usar colostro de leite de búfala ou metabótitos de hormônio de crescimento. Fazer esportes com regularidade, se alimentar bem e caso possível, dormir também - são os fatores que com o  tempo vão trazer o desejado corpo perfeito (aliás, exclusividade de pouquíssimos terráqueos)...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.