sexta-feira, 15 de junho de 2012

Campanha de Vacinação contra Poliomielite: preciso levar meu filho que faz as vacinas na rede particular? - Postado por Jairo Len

Reedito aqui um post que anualmente coloco no blog. Como a resposta para a pergunta acima é simples: "não precisa levar", coloco abaixo um pouco da história e da explicação da resposta.

Albert Sabin e Jonas Salk - a história da poliomielite no mundo mudou após as descobertas deles... Sabin desenvolveu a vacina oral contra poliomielite em 1961.
Antes dele, em 1952, Salk já havia desenvolvido a primeira vacina contra poliomielite, inativada e intramuscular.
Posto novamente a informação que não há necessidade de reforço da vacinação oral contra poliomielite (Sabin ou gotinha) nas crianças que realizaram a vacinação na Clínica Len de Pediatria ou em outras clínicas particulares, através da IPV (Inactivated Polio Vaccine) - a vacina contra poliomielite intramuscular inativada.

Hoje em dia todas as clínicas particulares de vacinação no Brasil, assim como 35 países do mundo civilizado, só realizam a IPV na vacinação contra poliomielite aos dois, quatro e seis meses de vida, bem como no reforço do segundo ano de vida.
Algumas clínicas ainda chamam a IPV de "Salk" - o que é errado, porque a vacina atual não é igual à Salk. Mas vale pela homenagem a Dr. Jonas Salk, sem dúvidas.

Sabidamente a vacina oral (Sabin) por causar a poliomielite em 1 para cada 350 mil crianças vacinadas, nas primeiras doses. Isso porque é uma vacina com vírus vivos atenuados. Por este motivo e pelo alto custo das campanhas anuais é que os 35 países do mundo "desenvolvido" resolveram usar exclusivamente a IPV. O Brasil, a partir do 2º semestre de 2012 vai iniciar a vacinação intramuscular contra poliomielite nas primeiras duas doses da vacina (aos 2 e 4 meses).

As crianças que recebem a IPV desenvolvem uma ALTA imunidade com as 5 doses da vacina contra poliomielite, não havendo necessidade de reforços anuais.
Se toda a população infantil brasileira recebesse rigorosamente a IPV, não haveria necessidade destas campanhas anuais de vacinação. Que infelizmente ainda são fundamentais porque a cobertura vacinal no Brasil é baixa - 20% das crianças não são levadas aos postos para serem vacinadas.

Importante: As crianças que já receberam as 3 doses iniciais de IPV podem, caso seus pais queiram, receber as doses orais de vacina Sabin, sem riscos.

4 comentários:

  1. Ola bom noite, tenho uma grande dúvida. Meu filho esta com 6 anos e fez em Portugal as 3 doses da vacina da poliomelite. Ele teria que voltar e fazer o reforço agora com 5-6 anos. Mas entretando mudamos para o Brasil e agora não sei ele tomará essa dose de reforço junto com a campanha que esta tendo, pois no anuncio diz que é para crianças menores de 5 anos. É preciso esse reforço para que fique imunizado da doença? Tenho muito medo dessa doença. Princialmente quando se trata de um filho. Fico no aguardo. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Resposta:
      Entre 4 e 6 anos é necessário receber o reforço da poliomielite, assim como os reforços das vacinas contra difteria, coqueluche e tétano. Acredito que os postos de saúde farão a vacina, mesmo após os 5 anos de idade. As Clínicas particulares de vacinação também fazem esta vacina.

      Excluir
  2. Muito interessante seu blog. Entendo que se destina ao público leigo, mas seria interessante introduzir referências bibliográficas aos textos para dar a eles uma maior credibilidade e permitir que profissionais da área da saúde possam ter acesso às informações originais.

    ResponderExcluir
  3. Dr. Len:
    Obrigada pela resposta! Agora que tenho uma filhinha de 4 meses, venho estudando assuntos de pediatria geral com maior frequência e achei os textos de vacinas muito interessantes.
    Um abraço da colega Valentina Chakr

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.