terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Escolas e Escolhas - Postado por Jairo Len

Com a chegada do fim do ano letivo, pais e mães me colocam diversas questões sobre escolha de escola, principalmente para as pré-escolas ou transições para o fundamental e ensino médio.
Como não tenho nenhuma formação acadêmica em pedagogia ou psicologia, sempre vou tecendo minhas opiniões pessoais, formadas a partir de conversas sobre este assunto lá na Clínica e em relação à "vida acadêmica" dos meus filhos.

Em primeiro lugar, salvo que se tenha um excelente e particular motivo, acho que a escola deve ser o mais perto de casa possível. Nada é muito perto em São Paulo, poucos tem o privilégio de ter uma boa escola "à pé" de casa. Mas uma ou duas horas de trânsito todo dia em um carro estressa qualquer criança.

Bilíngue ou não bilíngue, meio período ou semi-integral, tradicional ou ultra-construtivista, boa colocação no Enem... Os pais tem os seus motivos para escolher a escola dos filhos.
Nem todas as crianças estão preparadas para todas as escolas.
Eu, particularmente, sou um fã da edução bilíngue (português e inglês, juntos).
Mas não viajaria da Aldeia da Serra para Santo Amaro atrás de uma determinada escola, diariamente, ida e volta.

Acho que mais do que altas notas de uma escola no Enem, a educação de uma criança de 5 anos é importante em outros quesitos.
Aí tenta-se juntar isso a uma escola que tenha no centro o aluno, e não as disciplinas.
Uns querem uma escola com ensinamentos religiosos, outros uma escola laica.
Que vá até o fim do fundamental ou que tenha obrigatoriamente ensino médio.

Difícil escolher, não é?

"Toda Escola é Igual". Com este título, a psicóloga Rosely Sayão escreveu um texto que exprime um pouco o que eu sempre falei para os pais, que a escolha de uma escola é algo muito particular, e que devemos ter cuidado com o "poder da mídia", seja ela qual for - desde os resultados do Enem como a vizinha faladeira.
Uma alfinetada nas escolas conteudistas.
Mais um ponto para reflexão. Para os não-profissionais-em-pedagogia, sugiro a leitura:

Toda Escola é Igual, por Rosely Sayão





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.