quinta-feira, 27 de junho de 2013

Médicos Cubanos - Postado por Jairo Len

É o segundo post seguido sobre assuntos "políticos" no blog... Não sou muito chegado a isso, mas acho importante falar.
Se faltam médicos, se faltam condições de trabalho ou se falta salário no Brasil é uma questão que vem sendo amplamente discutida. Não vou discutir a necessidade ou não de "importar médicos".
 
O que eu acho importante é que existem, em qualquer lugar do mundo, testes de revalidação de diploma e de proficiência da língua local para o exercício da medicina.
No Brasil, essa revalidação existe e tem o nome de "REVALIDA".
É aplicado para todo e qualquer médico estrangeiro que queira atuar no Brasil. Com a crise pelo mundo, como todos sabem, muita gente veio para o Brasil.
Engenheiros capacitados, executivos brilhantes, economistas... todos conhecemos casos.

Médicos também podem vir. Mas tem que passar pelo REVALIDA.

"Realizado, desde 2011, pelo Instituto de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Revalida é feito em duas etapas. A primeira é composta por duas provas, uma objetiva (com questões de múltipla escolha) e uma discursiva. Na segunda é aplicado o exame prático, para verificar conhecimentos, habilidades e competências requeridas para o exercício profissional adequado ao Sistema Único de Saúde (SUS), em nível equivalente ao exigido dos médicos formados no Brasil. As duas fases têm caráter eliminatório. Os candidatos precisam, ainda, apresentar Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras), no nível intermediário-superior." Em 2012, dos 782 médicos estrangeiros – ou brasileiros formados em medicina fora do país – que realizaram a primeira etapa do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida), apenas 98 (12,5%) foram aprovados para a segunda fase da avaliação

Não que o Brasil (do SUS) tenha uma medicina exemplar. Os defeitos todos conhecemos... Mas essa demagogia da presidente é dura de aturar. 


Salve-se quem puder....




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.