terça-feira, 6 de outubro de 2015

Glúten não tem culpa - Postado por Jairo Len

Entre os modismos alimentares, a intolerância ao glúten (e à lactose) estão em alta, há alguns anos.
Ninguém sabe exatamente porque, mas de repente estes alimentos passaram a engordar e fazer um mal gigantesco.
Particularmente as dietas (não só para emagrecer) sem glúten e sem lactose se tornaram obsessão, e quanto mais famosa a pessoa menos glúten e lactose ela pode comer!

Cerca de 1% da população tem algum grau de intolerância ao glúten, proteína que está presente em todos os alimentos à base de trigo, aveia, cevada, centeio e malte. Ou seja: pão, macarrão, bolachas, torradas, cerveja, tudo que contenha aveia, etc... Os sintomas desta intolerância, cujo nome é Doença Celíaca, são dores abdominais, distensão, diarreia ou obstipação, vômitos, inapetência, sempre que se ingere alimentos que contenham glúten. O grau de sintomas é bastante variado, mas só ocorre em 1% das pessoas (e em 80% dos famosos..!!!). Os celíacos realmente devem evitar o glúten por toda a vida, sem dúvidas.

Essa mania de dietas sem glúten tem chegado nas crianças - cujas mães se auto-declaram intolerantes e não querem dar glúten aos seus filhos.
Tenho insistido para estas mães que o contato com trigo e outros cereais deve ser precoce, dos 6 meses em diante, para evitar alergias futuras.

Evidente que cortar o glúten vai acarretar uma perda de peso, uma vez que se restringem inúmeros alimentos calóricos do dia-a-dia. Assim como cortar carboidratos...
Estas dietas restritivas, porém, tem efeito limitado e podem gerar alto grau de ansiedade.

Em breve acharemos outro culpado para nossos males, e o glúten e a lactose serão absolvidos.
Quem será o próximo?


Muito cuidado!





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.