quarta-feira, 1 de junho de 2016

A falta de Vacinas - Postado por Jairo Len

Como todos os pais de crianças até um ano sabem, enfrentamos neste ano uma falta de vacinas na rede particular como "nunca antes vista na história deste país".

A bem da verdade, há principalmente uma vacina em falta, a HEXAVALENTE (e sua irmã quase gêmea, a PENTAVALENTE).  Protege contra difteria, coqueluche, tétano, meningite por hemófilus B, hepatite B e poliomielite.
O único laboratório que produz essa vacina para venda no Brasil é a GSK, que enfrenta problemas na produção e aumento da demanda mundial. Vivemos do excedente de produção, e desde 2015 não há excedente... A vacina é aplicada em 4 doses, aos 2, 4 e 6 meses de idade, com reforço no segundo ano de vida.
O que fazer?
Desde outubro de 2015 as crianças tem sido vacinadas nos postos de saúde, salvo raras exceções, quando mínimos lotes chegaram a nós. O esquema de vacinação público é eficaz, ainda que a vacina tenha bem maior índice de reações. 
É muito importante que não se deixe de vacinar os bebês. Muitos pais torcem o nariz, querem aguardar a vacina chegar...mas a recomendação é vacinar, nos postos.
Os reforços, para os maiores de 1 ano (e que foram vacinados em clínicas particulares) não podem ser feitos nos postos de saúde - porque a vacina oferecida pelos postos não é adequada, falta um dos componentes... Para esses, estamos aguardando normalização de fornecimento para atualizar a vacinação.
Promessa de normalização pela GSK: julho de 2016 (será?)

A outra vacina em falta é a contra Meningite B.
Na verdade, a GSK lançou a vacina em 2015, a Sociedade Brasileira de Imunizações colocou a vacina no calendário "oficial", mas a vacina NUNCA chegou em quantidade suficiente para imunizar todas as crianças. Aos poucos vamos recebendo, as crianças tem feito uma ou duas doses (ideal são 2 doses, se começar a vacinar após um ano de idade. No primeiro ano de vida, serão 3 doses). 

A vacina é cara e apresenta bastante reação (50%), com febre e dor no local da aplicação. Mesmo assim é uma vacina que, se disponível, devemos aplicar em todas as crianças.
Não há epidemia.
Promessa de normalização pela GSK: junho de 2016 (será?)

Infuenza 2016 (tri ou quadrivalente)...
Quase todos já estão vacinados, e a vacina já está em falta. Na Clínica Len de Pediatria ainda temos, para crianças e adultos (Quadrivalente Sanofi). Vacinamos exclusivamente nossos pacientes e familiares.
Promessa de normalização: só em 2017

Demais vacinas, todas do calendário de vacinas, não estão em falta!
 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.