quinta-feira, 14 de junho de 2018

Finalmente Férias - Postado por Jairo Len

Me parece que, neste ano de 2018, as pessoas estão precisando mais de férias que em outros anos.

Além da conturbada política do Brasil (que não comento aqui no blog), a saúde também deixou todos estressados: febre amarela, surto de bronquiolite, influenza A (H1N1 e H3N2), estomatites por coksackie...
De forma interessante, os mais velhos (adolescentes) também adoecem mais nessa época do ano, acredito que por causa do estresse das provas, compromissos, festas, ensaios.
A imunidade de todos está mais "sensível".

Sempre recomendo, nessa época do ano, que alguns cuidados sejam tomados para garantir férias realmente relaxantes.

Primeiro ponto: foi ampliada a lista de países que exigem vacina de febre amarela para brasileiros acima de 9 meses de idade. Confira aqui a lista atualizada.

Segundo: importante levar, em viagem com crianças, uma farmácia básica para não passar apuros.
Incluo na lista dos meus pacientes remédios para:

- vômitos (Ondansetron 4 mg, só tem uma marca comercial em pastilhas)
- náuseas (Dimenidrinato)
- alergias importantes (Prednisolona)
- febre (levar sempre o antitérmico que a criança esteja habituada)
- dor de ouvido (gotas otológicas, para quem tem tendência a otites externas)
- colírio com antibiótico (precisa receita original)
- antibiótico oral (precisa receita original)

Nos voos mais prolongados, sugiro sempre ter em mãos e usar, se necessário, medicamentos para náuseas/enjoos e algum analgésico. As pastilhas para vômitos (Ondansetron 4 mg) também devem estar em mãos. A maioria das crianças voam muito bem, mas os incômodos próprios da aviação comercial são bem comuns. Não deixe seu filho sofrer por causa disso.
No mais, muito entretenimento a bordo, água em mãos, snacks para passar o tempo dos menores.

A meu ver, viajar é a melhor coisa que podemos fazer, principalmente com os filhos. Aproveite!
Relaxe bastante, porque daqui a pouco temos as eleições...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.