quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Vovó estava certa sobre Vick Vaporub? - Postado por Jairo Len

A Proctor & Gamble financia, o Pediatrics publica e a imprensa de delicia...
Após dezenas de estudos clínicos provando a ineficácia de usar os "vapor rubs" (VRs) para o tratamento de tosses e resfriados, assim como seus efeitos irritativos, um novo estudo foi publicado na importante revista Pediatrics, edição de novembro de 2010.
Em uma avaliação subjetiva de 138 crianças, por uma noite (repetindo: uma noite), um estudo concluiu que as crianças que usaram VRs tiveram melhora nos sintomas de gripe e congestão. O estudo foi realizado em crianças entre 2 e 11 anos e a avaliação foi feita pelos pais ou cuidadores. E mais: para garantir a "isenção" dos pais, cada um deles tinha que passar o vapor rubs em baixo do seu próprio nariz (para não saber se está passando placebo ou Vick no seus filhos).
É para rir?
O estudo comprovou também que o grupo que usou VRs teve mais efeitos irritativos, de pele ou trato respiratório.

A meu ver, um estudo simplório para ser publicado em uma revista tão importante. Basta dar uma lida nos demais artigos para ver o nível de cada um deles.
De qualquer forma, como já escrevi anteriormente no blog (clique aqui para ler), continuo achando que não seja a hora de indicar os vaporubs como tratamento de quaisquer doenças respiratórias nas crianças.
Vovó usava. Porque parou?

2 comentários:

  1. Dr. Jairo,
    O melhor é o Vic Vaporub nos pés na hora de dormir. Não pode esquecer de colocar a meia.
    Minha mãe jura ser super eficaz. hahahaha Aliás, publiquei no meu blog a não muito tempo atrás, um estudo feito por 2 médicos sobre alguns dos "mitos" sobre a saúde infantil.
    Se tiver curiosidade, segue o link:
    http://nywithkids.blogspot.com/2010/10/mitos-sobre-saude-infantil.html

    ResponderExcluir
  2. alérgica que sempre fui, quando criança meus pais usaram vick vaporub em mim. Não preciso nem dizer que não adiantava NADA na tosse...afinal, era crise de asma!!! eu sempre achei qeu me irritava mais do que antes...rs mas ninguem acreditava!!!
    ótimo texto.

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.