sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Sarampo em São Paulo? - Postado por Jairo Len

A Secretaria de Saúde de São Paulo investiga três casos suspeitos de Sarampo em São Paulo - todos em bebês abaixo de 1 ano de idade, no bairro do Butantã. Os resultados dos exames saem em 15 dias.
Primeira observação do dia: sugiro que enviem os exames ao DA, A+ ou Fleury: os resultados sairão em 48 horas. Se mandar pro Einstein ou Sirio, em 12 horas a sorologia fica pronta.

De qualquer forma, vamos ao que importa: a vacina de sarampo é aplicada nas crianças com 12 meses de vida. Antes disso, a proteção é pequena, só se dá pelos anticorpos passados pela gestação (não há passagem destes anticorpos pelo leite materno). Para alguém pegar Sarampo, precisa ter contato com outra pessoa com Sarampo, uma doença extremamente sintomática. Estes bebês não viajaram, portanto tem que ter pego aqui em São Paulo. Aonde não há relato de casos há mais de uma década. Se o Sarampo for confirmado nestes bebês, é uma epidemia. Acho difícil, mas não é impossível...

A última epidemia de Sarampo no Brasil foi em 1997, por falta da vacina, culpa do governo, incompetente. Foram 60 mil casos e 60 óbitos, confirmando a histórica mortalidade do Sarampo, 1 para 1.000 casos.
Incompetente também porque neste ano fez uma campanha revacinando crianças já vacinadas entre 1 e 5 anos, enquanto deveria manter toda a população, adolescentes e adultos, vacinados. Jogando vacina no lixo... Parece que o governo parte do princípio que todas as crianças estão com as vacinas atrasadas.
Tive alguns pacientes com 2 ou 3 anos de idade que receberam o reforço da vacina de Sarampo, no posto. Não precisava! Estavam muito bem imunizados. Porque não vacinaram os pais deles?

Enfim... Aguardemos os resultados da sorologia dos bebês. Em quinze dias sai.
Já falei deste assunto em junho de 2011, em outro post.

Recomendo que os adultos estejam com esta vacina sempre atualizada, recebendo doses de "MMR" a cada 10 anos.

O problema é de longa data...

Um comentário:

  1. Olá, gostei do post. Só estranhei a informação de q os anticorpos contra o sarampo não são passados pelo leite materno.
    No site aleitamento.com encontrei a seguinte informação:

    Sarampo

    Doença exantemática muito contagiosa causada por vírus transmitido por intermédio de secreções respiratórias poucos dias antes e durante o período da doença. O vírus do sarampo ainda não foi isolado no leite humano, mas, por outro lado, anticorpos específicos são encontrados no leite de mulheres imunizadas. Se confirmada a doença na nutriz, está indicado o uso de imunoglobulina no bebê e isolamento da mãe até 72 horas após o início do exantema. Entretanto, o leite materno ordenhado pode ser dado à criança, porque a IgA secretória começa a ser secretada com 48 horas do início do exantema da mãe (10).

    Fiquei confusa...
    Um abraço

    ResponderExcluir

Agradeço todos os comentários!
De acordo com normas do Conselho Federal de Medicina, determinadas orientações só podem ser feitas após consulta médica ou avaliação/seguimento - portanto não posso responder perguntas detalhadas e individualizadas neste canal.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.