quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Campanha de vacinação contra poliomielite - Postado por Jairo Len

Todos os anos, em agosto, surge a dúvida se os pais devem levar seus filhos para receber a dose da vacina contra poliomielite oral (Sabin) na campanha nacional realizada pelo governo.

Sempre recomendei que as crianças que recebem a vacina injetável não necessitam dos reforços orais (como ocorre nos Estados Unidos, Europa, Israel, Canadá...).

Porém...

Diferente de anos anteriores, neste ano (2015) há uma falta da vacina contra poliomielite injetável (realizada nos primeiros anos de vida), em todas as clínicas particulares de vacinação.
Ainda não há falta generalizada, mas todos temos sentido a dificuldade de adquirir, nos laboratórios, as vacinas tetravalente, pentavalente e hexavalente - todas elas contém a poliomielite inativada intra-muscular.

Por este motivo, recomendamos que todas as crianças entre 1 e 5 anos (incompletos) recebam uma dose da vacina contra poliomielite oral (Sabin) nos postos de vacinação/campanha do governo.

A vacina Sabin só é dada nos postos públicos de vacinação. 


As Clínica Len de Pediatria não tem a vacina Sabin à disposição. Já solicitamos à Vigilância Epidemiológica Lapa/Pinheiros e ao Nível Central (CCD/Programa Nacional de Imunização) o recebimento de doses da vacina contra poliomielite oral, que, se dispusermos, será realizada de forma gratuita para todos.


Será que nossos netos verão um Brasil melhor?