segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Bebês que comem com as mãos... - Postado por Jairo Len

Um estudo publicado na importante revista British Medical Journal revela que os bebês que comem com as mãos tem menores chances de obesidade do que aqueles alimentados com colher.
Para quem não sabe o que é este modo medieval de alimentação, o chamado "baby led weaning" é nada mais que colocar a comida no prato, na frente do bebê (isso vale entre os 6 e 24 meses de idade) e deixar a criança se alimentar sozinha, comendo o que queira e no ritmo dela.  E olha que o "baby led weaning" é uma técnica defendida seriamente. Basta dar um Google com este termo e você vai ver.

Mas porque as crianças que comem sozinhas são menos obesas? Porque comem menos desta forma. Eu sou contra esta técnica.

Não que eu seja contra comer menos (muito pelo contrário - meus pacientes sabem como sou atento ao excesso de peso, de mamadeiras e de comida), mas eu acho que o meio termo pode ser atingido sem técnicas que necessitem uma limpeza "terminal" na mesa, uso de aspirador e dificuldade de levar a criança a qualquer local público.

É claro que existem crianças que desde muito cedo querem comer sozinhas. Sugiro sempre que os pais treinem, desde cedo, uso de colher pela própria criança, mas sempre com ajuda dos pais (cada um com uma colher).

Alimentação é uma coisa extremamente necessária na infância. Inúmeros estudos mostram que a "fome oculta" (a falta de nutrientes em crianças bem alimentadas, em casas aonde não falta comida) é um problemas contemporâneo. Excesso de leite, de carboidratos, pouca proteína...
A pirâmide alimentar é uma coisa difícil até dos adultos assimilarem. Crianças não podem comer só o que queiram.

Mas a vigilância nesta qualidade alimentar e no ganho de peso e estatura deve ser permanente.
Voltei agora de férias nos Estados Unidos e mais uma vez é impossível não ficar chocado com o número de crianças e adultos obesos por lá. Porções gigantescas e hipercalóricas de qualquer tipo de alimento. Uma Ceasar Salad, por exemplo, tem cerca de 1.000 calorias (um Big Mac e meio). Associa-se a isso uma facilidade em se achar roupas XXXG, a meios de transporte e scooters adaptados aos obesos mórbidos e o resultado é o que se vê.
Lembrando que baldes de pipoca, cheeseburgers, batatas fritas, chicken fingers, onion rings e turkey legs são comidos com as mãos.

Uma gracinha para sair na foto. No dia a dia, não sei não...

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

As crianças estão infelizes - Postado por Jairo Len

Diversos estudos, realizados pelo mundo, tem relatado que as crianças estão cada vez mais estressadas e infelizes.
Uma reportagem da Veja.com traçou um excelente relato do problema, as causas prováveis, o que podemos fazer para melhorar.

Se eu pudesse resumir o texto, diria "não exagere com os filhos, não gaste todo o tempo deles com atividades extra-curriculares e dedique-se".
Leia o texto no site de Veja.com, CLICANDO AQUI

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Calor em São Paulo - Postado por Jairo Len

Paulistano adora reclamar do clima. É assunto básico, quem mora aqui sabe.
Eu costumo dizer que temos um clima excelente (salvo inundações, incompetência dos que governam). Na Europa, frio de menos 20ºC, centenas de óbitos. Em julho, experimentei 43ºC nos Estados Unidos, com umidade de 85%. Sensação de andar numa sauna. Não dava para ficar na rua, só shopping (hmmmm....).
Por aqui não temos terremoto (toc-toc-toc), nem é zona de furacões. Tsunami, nem pensar.

De qualquer forma, para os nossos costumes, temperaturas de 33-34ºC são suficientemente desagradáveis e devemos ter alguns cuidados.
O índice UV (ultravioleta) de ontem foi de 14, o que é o máximo possível. Entre 10 e 16h, recomenda-se evitar o sol. Espero que as escolas estejam prestando atenção neste ponto. Aulas de educação física devem ser evitadas em quadras descobertas.
E não se esqueça de passar filtro solar nas crianças logo cedo, ao sair de casa.
Ainda que eu seja contra a hiper-hidratação, recomendo que todos tentem tomar mais água que o habitual, idem para as crianças.
Nossas perdas insensíveis (respiração e transpiração) fazem o corpo perder muita água neste calor, e ficamos sub-hidratados: cansados, irritados, impacientes.

Ar condicionado pode e deve ser usado pelos bem-aventurados que os possuem, a partir de qualquer idade. Ventilador também.
Lembro sempre que os recém-nascidos iniciam a vida em berçários de maternidades com ar condicionados regulados a 23ºC. Portanto, os quartos podem ser climatizados. Temperaturas de 25ºC são agradáveis e seguras. De acordo com os neurofisiologistas do sono, com mais de 28ºC o nosso corpo não dorme, não descansa, não tem um sono reparador.

Por fim, se ainda estiver vivo, lembre-se de usar umidificador de ar à noite (principalmente) quando a umidade relativa do ar estiver menor de 40%. Isso vale, claro, para quem tem tendência a quadros alérgicos respiratórios.

Saudades da máxima paulistana, "quatro estações do ano em um só dia..."?

Na área vermelha, "bem passado" com sensação térmica de mais de 50ºC. Não podemos reclamar muito...

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Final Infeliz do Parto Domiciliar - Postado por Jairo Len

Há um ano eu postei sobre parto domiciliar (leia o post) aqui no blog.
Recebo há pouco a notícia que uma das principais ativistas australianas a favor desta prática morreu após o parto domiciliar de sua segunda filha.
Não vou comentar, em respeito ao momento. Tem horas que ficar em silêncio é fundamental, mesmo que tenhamos muito para falar.

Leia a reportagem: "Mãe defensora de parto domiciliar morre após dar à luz, na Austrália". E leia o comentário dos leitores...