quarta-feira, 27 de maio de 2015

Meningites e Vacinas contra meningite - Postado por Jairo Len

Não por falta de motivos para estressar, as redes sociais maternas/estressantes já estão bombardeando os pais sobre as "novas vacinas" contra meningite e sua ultra-mega-super urgência em aplica-las.
Vou falar um pouco sobre essas meningites...
As mais temidas meningites bacterianas são as meningocócicas e as pneumocócicas, que afetam todas as faixas etárias.
Contra a meningites causadas por pneumococos as crianças já recebem, desde os 2 meses de vida, a vacina Pneumo-13 (em clínicas particulares), que faz uma abrangente cobertura para a doença. TODAS as crianças recebem esta vacina, faz parte do calendário oficial. Na rede pública, usa-se a Pneumo-10 (15% a menos de proteção).

Em relação às meningites causadas por meningococos, no Brasil temos, basicamente, 4 tipos de bactérias presentes:
- Meningococo C - 70% dos casos

- Meningococo W - 5% dos casos
- Meningococo Y - 5% dos casos
- Meningococo B - 20% dos casos
- Meningococo A - não circula no Brasil.

Contra essas meningites meningocócicas, já existem vacinas. Vamos lá:

- Meningite C - já faz parte do calendário vacinal obrigatório, inclusive na rede pública. Bebês já recebem a vacina a partir dos 2 ou 3 meses de idade, com altíssima proteção.

- Meningite W e Y - também já temos a vacina, que é contra as meningites A-C-W-Y, quádrupla, aplicada a partir de 1 ano de idade. Na Clínica Len aplicamos com 1 ano e 2 meses - e todas as crianças mais velhas que ainda não receberam esta vacina (que está no nosso país há 1 ano) estão recebendo, nas consultas de rotina. É importante que todos a recebam, mas já há e-mails falando em surtos, "morte no Sul", enfim...enlouquecendo os pais aflitos...

- Meningite B - a vacina é novíssima e recém aprovada. Chama-se Bexsero, fabricada pela Novartis. Também já foi aprovada nos Estados Unidos. Muitos pais já tem me perguntado sobre esta vacina. Assim como no caso da vacina quádrupla (A-C-W-Y) acho que, em breve, a vacina entra no calendário oficial da Sociedade Brasileira de Pediatria e Sociedade Brasileira de Imunizações. Por enquanto, não está no calendário oficial da SBIM (veja aqui o Calendário).
É claro que se trata de vacina importante, mas não vejo motivos para pânico em aplica-la rápido-rápido-rápido. Nos EUA a vacina já foi aprovada há 6 meses e só se aplica, ainda, em determinados grupos, como imunossuprimidos e, alguns estados, em adolescentes...
Pode ser usada desde os 2 meses de idade, com 3 doses - ou nos maiores de uma ano, em duas doses (sem limite máximo de idade).
Tenho certeza que já-já estará na rotina de todas as clínicas particulares. O custo ainda é elevado, mas, para quem tem possibilidade econômica (custa o preço de uma conta de celular), vale a pena, claro.

Só lembrando... As meningites mais comuns são as virais (e sempre benignas). Para estas, não existe vacina.

Mapa mundial de distribuição de meningite meningocócica