sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Macarrão Instantâneo em teste - Postado por Jairo Len

Não vai ser a primeira vez que vou falar mal do macarrão instantâneo (tipo "Miojo") neste blog - e acredito que todos sabem o quanto estes produtos alimentares são nocivos.
Algumas mães confessam que "só dão no fim de semana" ou em fases de inapetência. Outras usam quase diariamente na alimentação dos filhos...
A Fundação Pro Teste fez um estudo detalhado sobre o que estes macarrões contém.
Aí vão os números:
As 10 marcas testadas foram consideradas ruins para o consumo.
A pesquisa constatou que o tempero desses macarrões oferece até 15 vezes o valor diário recomendado para o consumo de sódio e quantidades abusivas de glutamato monossódico, um realçador de sabor que pode causar dependência.
Também foram encontradas quantidades excessivas de gordura (no próprio macarrão, não no temperinho). O processo de desidratação da massa retém gordura.
"O sódio é usado como sal nos 'miojos' e o consumo excessivo pode causar problemas cardíacos e de pressão. O sódio é necessário para o equilíbrio hídrico do corpo. Mas em excesso é o grande vilão da pressão arterial", afirma o nutricionista da Faculdade de Saúde Pública da USP, Daniel Bandoni.
O mistério que a Pro Teste não respondeu: porque as crianças gostam tanto de miojo??

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

A importância da vitamina D - Postado por Jairo Len

.
As mães e pais dos meus pacientes sabem que tenho o hábito de prescrever suplementos vitaminínicos durante toda a infância, enfatizando os primeiros anos de vida.

Algumas vitaminas, sobretudo a "D", não são encontradas na alimentação (por mais rica e variada que seja) e sua importância é de maior grandeza: além de fundamental para a boa absorção e o metabolismo do cálcio (ossos, osteoporose), a vitamina D em quantidades fisiológicas (sem exagero) protege contra o sobrepeso, e portanto contra a pressão alta e problemas cardio-vasculares.
Alguns alimentos industrializados tem vitamina D acrescentada ao seu preparo, mas sempre em quantidades baixas.
Um estudo, publicado pelo "Journal of Pediatrics" nesta segunda-feira (26), analisou dados de 2001 a 2006 de aproximadamente 3 mil crianças norte-americanas. De acordo com o estudo, cerca de 90% das crianças negras e 80% das com origem latina podem ter deficiências dessa vitamina.
Imagine estes números aqui no Brasil...

"Números impressionantes”, que poderiam servir para a adoção de alguma medida, disse Jonathan Mansbach, coordenador do estudo e pesquisador da Harvard Medical School e do Children's Hospital, em Boston.
"Os resultados se somam às evidências cada vez mais numerosas sobre a deficiência de vitamina D em crianças, adolescentes e adultos, um problema que preocupa ainda mais quando se constata que recentes pesquisas apontam que essa vitamina ajuda na prevenção de doenças como sérias infecções, diabetes e alguns tipos de cânceres."

As vitaminas que habitualmente prescrevo (Ad-til, Revitam Jr, Tri-vi-sol, Clusivol e as L'il Critters - em forma de gummy bears) contém doses fisiológicas de vitamina D (de 200 a 400 U por dia). OBS: As L'il Critters não são vendidas no Brasil, infelizmente. Nas farmácias norte-americanas são vendidas sem receita. Os adultos também precisam desta suplementação, além de inúmeras outras vitaminas deficientes na nossa alimentação.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Surto de meningite em Porto Seguro - Postado por Jairo Len

Aonde há fumaça haverá fogo...Além da dengue (epidêmica por lá) e da gripe H1N1, agora a meningite...
Quatro pessoas morreram em Porto Seguro por causa da Meningite Menigocócica, que está em surto epidêmico por lá. Certamente há dezenas de contaminados, doentes e contactantes da doença. Muitos já estão de volta para São Paulo, cidade de origem dos quatro mortos - que participavam de uma festa com show do conjunto "Mulheres Perdidas".
De acordo com fonte oficiais, o meningococo causador é o tipo "C". Que já havia, desde o início deste ano, matado 41 pessoas (dos 309 que apresentaram a doença) na Bahia.
DETALHE: A meningite meningocócica tipo C é 100% evitável com uma simples dose da vacina - que todas as crianças na Clínica Len de Pediatria recebem a partir dos 2 meses de idade (2 doses no primeiro ano de vida).
Crianças acima de 1 ano de idade e adultos devem receber somente uma dose, que tem validade por toda a vida.
Repito: todas as crianças que atendemos são vacinadas.
Recomendo, neste ano, que os adultos pensem em receber a vacina.

Evidentemente que o governo federal e o governo estadual da Bahia, preocupados com outras coisas, não se preocuparam em vacinar ninguém. Os postos de saúde não realizam a vacinação, disponível somente nas clínicas particulares.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Fique Zen...- Postado por Jairo Len

No dia-a-dia da Clínica, nos telefonemas e nos e-mails, muitas vezes eu peço para as mães, ao se depararem com algumas reações de seus filhos (inapetência seletiva, birras, provocações...), terem MUITA paciência, terem postura zen-budista.
Ontem uma mãe me perguntou exatamente o que era ser zen-budista.
Disse para ela que é mais uma "força de expressão" do que uma postura filosófica ou religiosa, até porque não sou budista e não pratico, pelo menos voluntariamente.
Mas fui dar uma pesquisada na filosofia zen-budista. Como a idéia não é fazer um tratado de religião, vou transcrever algumas paravras da famosa monja Coen, sobre o que é ser uma monja zen-budista:

"O que é ser uma monja? É ser. É servir. É meditar. É orar. É aprender. É ensinar"
Sempre com um texto "leve como a brisa e pesado como a tempestade", "Budas são leves como borboletas, pesados como chumbo. Cada um de nós é manifestação da Terra. A vida de todos os seres da Terra se manifesta em cada um de nós", ensina.
"Ser zen não é ficar numa boa o tempo todo, de papo para o ar, achando tudo lindo sem fazer nada. Ser zen é ser ativo. É estar forte e decidido. É caminhar com leveza, com certeza. É auxiliar a quem precisa, no que precisa e não no que se idealiza."

Não é exatamente o que eu quero pedir para as que mães façam nos momentos de ira, mas seguir estes mandamentos não faz mal a ninguém...

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Como anda a Gripe Suína? - Postado por Jairo Len

Faz tempo que não escrevo sobre a Gripe Suína. Acho que é porque o assunto está praticamente esgotado, no sentido de prevenção, diagnóstico, tratamento, etc..
Mas aí segue um breve up-to-date de como as coisas estão:
- Ainda vemos casos de H1N1 semanalmente, mostrando que, se a epidemia já passou, ainda existe um número endêmico de casos. Não se deve baixar a guarda, por enquanto.
- Não houve e nem há falta de Tamiflu (Oseltamivir) para ninguém. Muito pelo contrário... Parece até que alguns hospitais estão "dando saída" ao remédio, prescrito de forma deliberada, a meu ver.
- O diagnóstico da Gripe Suína (PCR para H1N1) já pode ser feito "naturalmente", como sempre fizemos com todas as doenças: podemos pedir o exame que alguns laboratórios (como o Einstein, por exemplo) já realizam. Resultados em 24 horas.
- Ter o teste do H1N1 disponível não muda muito a conduta médica - mas ajuda muito nos casos subsequentes na família - uma vez que podemos ter certeza se realmente é o H1N1 (na maioria das minhas suspeitas, o exame veio negativo). Fazer o exame em todos os casos suspeitos também diminuiu bastante o absenteísmo escolar.
- Muitos pais tem me perguntado sobre as férias 2009/2010...A priori, não vejo motivos para se evitar qualquer lugar do planeta por conta da Gripe Suína. O pior foi aqui no Brasil.

ALGUNS DADOS SOBRE A EPIDEMIA:
- De cada 100 óbitos causados pela Gripe Suína, 45 pessoas eram saudáveis anteriormente e 55% tinhas outras doenças associadas.
- Até 9 de outubro os dados oficiais contabilizam 900 mortes em todo o Brasil, atribuídas à Gripe Suína. Para recordar, este é um número semelhante ao total de mortos pelo Influenza A sazonal em 2008.
- Dados internacionais atribuem ao H1N1 responsabilidade por 90% das Gripes em 2009.
- Acredita-se que 40 a 50% da nossa população teve contato com o novo vírus.
- Mais uma vez, vale a máxima que dinheiro traz saúde: a principal causa de morte no Brasil (campeão mundial de mortalidade por Gripe Suína) foi o diagnóstico tardio, falta de kits para exame (em nível de saúde pública), uso tardio de Tamiflu, falta absoluta de UTIs de bom nível para dar suporte aos casos mais graves.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Paracetamol não deve ser dado antes das vacinas - Postado por Jairo Len

Vejo na Clínica que, com certa frequência, as mães dão paracetamol (Tylenol) antes de fazer as vacinas em seus filhos, para evitar possíveis reações.
E digo a elas que não há necessidade - só 20% das crianças apresentam reações às vacinas e ter reação em uma dose não significa que na próxima dose a reação vai acontecer. Além disso, caso a reação (febre, choro, incômodo) aconteça, é só dar o remédio que o problema se resolve em pouco tempo.
CONTRA-INDICADO
Um estudo europeu publicado na revista Lancet (outubro 2009), que sairá na versão impressa da revista amanhã, mostra que o uso profilático de Tylenol pode reduzir a imunogenicidade de algumas vacinas. Traduzindo, pode fazer com que a vacina seja menos eficaz, produza menores níveis de anticorpos.

O uso de Tylenol após a vacina, caso haja reação, não traz qualquer problema.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Sindrome da Morte Súbita do Lactente - o que é importante saber - Postado por Jairo Len


A Síndrome da Morte Súbita do Lactente (comumente chamada de SIDS, do inglês Sudden Infant Death Syndrome) ainda é um tabú - no sentido que pouco se fala e se orienta aos pais, temendo chocá-los com as palavras "morte" e "súbita" nas primeiras visitas ao pediatra.

Existem inúmeros pontos muito importantes que ajudam a reduzir ou aumentar bastante o risco da SIDS e é importante que os pais tenham em mente quais são estes fatores, muito importantes até 1 ano de vida.

- Como, por exemplo, deixar o bebê dormindo de barriga para cima e com a cabeça para os lados (reduz a chance de SIDS em 12 vezes) ou dormir de lado (reduz em 11 vezes).
- Um berço livre de bichos de pelúcia e fraldas (paninhos) também é importante.
- Quartos arejados, idem.- Estudos atuais mostram que o uso de chupeta diminui o risco de SIDS.

- Fumar na gravidez comprovadamente aumenta o risco de SIDS, assim como o uso de outras drogas (cocaína e heroína).
- O excesso de roupas e temperatura elevada do quarto também se relacionam com o aumento do risco de SIDS.
- A exposição ao cigarro, após o nascimanto, também aumenta o risco.
- Um dado sem explicações científicas, mas comprovado, é que a SIDS aumenta quando a idade materna é menor de 20 anos.
- E, apesar que já era um dado conhecido, um estudo da Universidade de Bristol, publicado no site do "British Medical Journal", mostrou que metade dos casos de síndrome de morte súbita de lactentes na Grã-Bretanha está relacionada ao hábito dos pais de dividir as camas com os filhos, mostando que este hábito é de extrema importancia na gênese da SIDS.

Para crianças com risco de SIDS aumentado (prematuros, comorbidades + fatores acima associados) existem sensores de apnéia que podem ser instalados e usados como forma de ajuda na diminuição da SIDS.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Alguns hábitos (nem) tão recomendáveis - Postado por Jairo Len


A cada dia surgem novas informações e dicas "definitivas" para melhorar a nossa saúde, a maioria delas sem qualquer embasamento científico, mas muitas, mesmo sem esta comprovação, "pegam" e se tornam lemas para muitos.

Alguns exemplos que você certamente já ouviu:
- Consumir muitas Fibras: para quem não tem problemas de intestino preso - e mesmo para quem tem - o uso inadequado das fibras pode ser prejudicial. As fibras insolúveis, aquelas presentes no farelo de trigo e na casca das frutas, necessitam que você tenha uma ingestão adequada de líquidos se usá-las em grandes quantidades - caso contrário estas fibras podem até causar fezes mais duras. A quantidade de líquidos deve ser proporcional à de fibras. Quem faz o cálculo?
Além disso, o consumo excessivo de fibras pode pode dificultar a absorção de micronutrientes essenciais, como ferro e cálcio. Já as fibras solúveis, encontradas nos iogurtes enriquecidos e no farelo de aveia, podem, quando em excesso, gerar cólicas, flatulência e sensação de irritação no estômago.

- Usar muito Creme Hidratante: estes devem ser escolhidos criteriosamente e sem dó do bolso...Os cremes mais comuns, de base oleosa, podem entupir os poros se usados em excesso e causar aparecimento de cravos e espinhas em todo o corpo, além de foliculite e encravamento dos pêlos.

- Beber muita Água: Beber somente água em grandes quantidades pode ocasionar perda significativa de sais minerais pela urina, entre eles os importantes sódio e potássio, uma vez que a água precisa ser excretada de alguma forma...A sede é o melhor parâmetro para a necessidade de água.

- Regimes ricos em Proteínas: consumir em demasia alimentos ricos em proteínas, como carnes e queijos, a curto prazo (uma ou duas semanas) não traz efeitos colaterais, mas pode futuramente agravar problemas renais, hepáticos e de colesterol em quem tem predisposição. Além, claro, da falta de outros nutrientes fundamentais, como os carboidratos.

- Exageros na limpeza: não estamos falando em viver em um chiqueiro, mas é sabido que a vitamina "S" é importante. O contato com vírus e bactérias menos perigosos, presentes nos objetos, no chão, dinheiro, etc., mas semelhantes aos causadores de doenças, pode diminuir os sintomas de patologias, assim como a convivência com agentes infecciosos estimula a produção de anticorpos. É claro que é preciso manter a casa limpa e dar à criança boas condições de higiene. Porém, não se deve criá-la em uma redoma nem proibi-la de brincar com animais ou no chão. O uso exagerado de bactericidas na limpeza doméstica é desaconselhado pelos especialistas.

- Leite de Soja - exceto para quem intolera as proteínas do leite de vaca ou a lactose, os leite à base de soja não oferecem nenhuma vantagem. Além disso, a maioria deles não contém boas quantidades de cálcio e proteínas.

- Passar Manteiga nas Queimaduras: as queimaduras leves devem ser tratadas apenas com água fria. Não se deve passar nenhuma outra substância devido ao risco de infecção da ferida e atraso na cicatrização. Isso vale para manteiga, gelo, ovo, óleo de cozinha etc... Uma boa pomada pode ser indicada pelo mádico. E nunca estoure as bolhas.

E assim por diante, existem milhares de outras dicas e hábitos comuns mas sem qualquer comprovação...
De uma forma geral, em medicina não existe o famoso "one size fits all". Bom senso e indicação profissional são a boa medida.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Mães (Para Sempre) - Postado por Jairo Len

Para Sempre

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.
Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele,
velho embora,
será pequenino feito grão de milho...

Carlos Drummond de Andrade

terça-feira, 6 de outubro de 2009

E-mail sobre ACTIVIA - Postado por Jairo Len


Mais um spam na praça...Se você ainda não recebeu, vai receber um e-mail falando um monte de coisas sobre o iogurte Activia, da Danone.
Começa assim:
"Bifidobacterium animalis é uma bactéria anaeróbica gram-positiva
encontrada nos intestinos de animais de grande porte, inclusive humanos.
Qual seria então a fonte para se obter o famoso DanRegularis?
NÃO, você não está enganado. São as FEZES HUMANAS..., SIM, SIM E SIM!...

...O motivo pelo qual a bebida láctea Activia ajuda na digestão é o
simples fato de que a bactéria adicionada pela Danone pertence
a uma cepa mais irritante para a mucosa intestinal, que ao entrar
em contato trata de expelir o mais rapidamente possível o material fecal..."


É verdade?
Não, é um spam...As explicações, fornecidas por assessoria de marketing da Danone:

• O Bifidobacterium animalis DN 173-010 não faz parte da flora intestinal nativa de humanos, não compõem suas fezes e, desta forma, não poderia ter sido isolada deste material.
• A Danone esclarece que a bactéria Bifidobacterium animalis DN 173-010, conhecida como probiótico DanRegularis, é obtida da replicação em meio de cultura estéril, da mesma forma que outros fermentos utilizados em iogurtes, queijos e pães. A bactéria está depositada na coleção de probióticos do Instituto Pasteur, em Paris, sob o número de registro I – 2494. Desta forma, o probiótico que Activia contém é uma replicação dessa bactéria.
Outra afirmação que esclarecemos é a de que o probiótico DanRegularis não tem efeito laxante, ao contrário do que afirma o texto. O produto não provoca irritação na mucosa do intestino e não tem efeito diarréico, como os laxantes. O efeito do probiótico DanRegularis consiste em aumentar a produção de ácidos graxos de cadeia curta, abaixando assim o PH intraluminal, estimulando o peristaltismo, que são os movimentos musculares que movem o bolo alimentar pelo trato digestivo.
• O iogurte Activia é registrado no Ministério da Agricultura e possui diversos estudos clínicos, realizados pelo departamento de pesquisas da Danone e por diversas universidades do mundo, publicados nas mais reconhecidas revistas científicas, ..."

Esclarecido? Quando receber o e-mail, copie este texto e reenvie a quem mandou.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Vacina contra HPV - Postado por Jairo Len

Há alguns anos está disponível para aplicação, exclusivamente nas meninas e mulheres, a vacina contra o HPV (Papilomavirus humano). O HPV é um vírus que causa lesões em pele e mucosas. Existem mais de 200 tipos de HPV, e sua importância está, principalmente, na gênese de verrugas genitais e na sua estreita ligação com o câncer de colo de útero (sorotipos 16 e 18).
O HPV se transmite por secreções genitais e contato direto com a pele infectada. Os homens são importante reservatório, transmitindo com facilidade para as mulheres.
Um dado alarmante: 65% das mulheres tem contato com algum tipo de HPV na primeira relaçao sexual.
A grande maioria das mulheres infectadas (94%) consegue erradicar o vírus em até dois anos. Quando isso não acontece, aumentam os riscos de complicações como o câncer de colo de útero. Tabagismo e alimentação ruim podem agravar o quadro.
A única forma de prevenção realmente efetiva é o uso de preservativos (bem no início de qualquer contato genital, o que é incomum) e a vacina contra o HPV (existem duas no mundo, a Gardasil e a Cervarix).

Feita esta breve introdução, faço um relato do que acontece na Clínica: uma pequena (bem pequena) parte dos pais e mães veem a vacina como um tabu, como se vacinar sua filha (a vacina é indicada para mulheres entre 9 e 26 anos) fosse um prenúncio do início da vida sexual, uma liberação. O que, felizmente, ainda não é uma realidade aos 9, 10 ou 12 anos, nas meninas que tratamos na Clínica. Exceções existem.
Vacinas contra doenças sexualmente transmissíveis são aplicadas desde a maternidade, como é o caso da vacina contra hepatite B.

Eu preconizo a vacina aos 12 anos. Nesta idade a maioria dos pais já percebe que a sua nenê já está se tornando uma mulher de verdade, e vê a vacina de forma mais natural.

O que você acha? Está pronta para vacinar sua filha?
Lembre às mães de adolescentes que esta vacina existe e é extremamente importante. Apesar de ser uma vacina cara, evidentemente sua compravada relação custo-benefício é valiosa.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Casal é condenado por homicídio por tratar bebê com homeopatia - Postado por Jairo Len

Quem me conhece, sabe: o que funciona (cientificamente, estatisticamente e seriamente comprovado), tem minha aprovação. Se cromoterapia comprovadamente tratar pneumonia, sou o primeiro a receitar. Se moxabustão curar otite média, ótimo. Se pedras quentes tratarem refluxo, feito!

Por isso que sou um crítico das terapias alternativas. Com todo o progresso da medicina tradicional - aquela que trata de esclerose múltipla, a carcinoma de mama e meningite - ainda sofremos com adeptos a terapias alternativas - e neles incluo, sem dúvida, a homeopatia.

O casal Thomas e Manju Sam foi preso em Sydney, na Austrália, por ter deixado sua filha Gloria, de 9 meses e meio, morrer de septicemia e desnutrição, consequências de um severo caso de eczema. O casal foi condenado por homicídio culposo. A pena combinada dos dois chega a um mínimo de 10 anos de prisão, sendo que o pai deve cumprir pelo menos seis anos e a mãe deve cumprir pelo menos quatro... Thomas Sam, de 42 anos, e Manju Sam, de 37, se recusaram a buscar ajuda médica durante os quatro meses e meio em que a criança esteve doente, preferindo tratá-la com homeopatia.

Detalhe sórdido: Sam é médico homeopata e tratou a filha sozinho, até que ela desenvolveu uma úlcera no olho esquerdo e foi levada a um hospital, dois dias antes de morrer.

O juiz Peter Johnson, da Suprema Corte de Nova Gales do Sul, afirmou que a bebê sofreu desnecessariamente por causa de uma condição que é tratável.
Segundo o juiz, o sofrimento do bebê seria óbvio para os pais e Thomas Sam demonstrou "uma atitude arrogante em relação ao que ele via como benefícios superiores da homeopatia em comparação com a medicina tradicional".

O exemplo é real e radical. Não estamos falando de Brasil, aonde se morre de diarréia e febre amarela, em que o presidente do país recordista em mortes por gripe suína e dengue está na Dinamarca fazendo lobby para as Olimpíadas de 2016.
O caso se deu na Austrália, aonde a saúde é tratada, em geral, de maneira mais séria.

Nem sempre se pode contar com o efeito placebo, infelizmente.